Um brinde ao Vale dos Vinhedos

Espumante-Rose.jpg

Assim como os contornos das paisagens do Vale dos Vinhedos vão se modificando à medida que sobem as temperaturas, as preferências pelas bebidas degustadas também vão se adequando ao calor da primavera e do verão.

Os espumantes elaborados nas vinícolas do roteiro enoturístico vêm, ano a ano, conquistando um espaço de destaque na referência dos consumidores, que encontram na bebida o frescor e o terroir da região para desfrutar de momentos de celebração e descontração.

Reconhecido internacionalmente, o espumante brasileiro passa por um salto de qualidade e consumo que pode ser facilmente atribuído ao aprimoramento das tecnologias por parte dos produtores. O resultado final ganha resposta na crescente preferência do consumidor. E dentro desta predileção está o Vale dos Vinhedos. Todas as vinícolas do roteiro elaboram espumantes, fazendo do local uma referência à bebida.

sabor-do-vale-giovani-nunesA estrutura dos produtores e o comprometimento com o método tradicional de elaboração, uma das exigências da Denominação de Origem, faz com que os espumantes ganhem destaque. Atualmente, os produtores pensam no cultivo de uvas exclusivamente para espumantes, fato impensável há uma década.

O diretor técnico da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos, a Aprovale, André Larentis, atesta que a qualidade dos espumantes do Vale caminha junto com o terroir da região: “Dentro da Indicação Geográfica Vale dos Vinhedos o espumante vem ganhando cada vez mais representatividade e reconhecimento. Atingimos um altíssimo nível de qualidade, dado as condições do solo e clima propícias para a elaboração e o fato dos produtores do Vale terem investido em tecnologia e estudos aperfeiçoando a técnica de elaboração”, afirma Larentis.

Segundo o Regulamento da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos (D.O.V.V.), 100% das uvas devem ser cultivadas nas áreas dentro dos limites do Vale dos Vinhedos. As videiras têm que ser plantadas exclusivamente em espaldeira. E, de uma forma geral, para espumantes, não se pode produzir mais do que 12 toneladas por hectare. E tudo isto deverá ser provado e reconhecido!

As variedades permitidas para espumantes na D.O.V.V. são Chardonnay, Riesling Itálico e a Pinot Noir, elaborados pelo método tradicional.

Quer conhecer este sabor no paladar?
Confira a lista de espumantes com Denominação de Origem Vale dos Vinhedos:

Pizzato Vinhas e Vinhos
Pizzato Brut Rosé Tradicional
O espumante rosado da Pizzato vem sendo elaborado desde 2007, sempre pelo método tradicional e com colheita designada.
Sempre seguiu as regras da Indicação de Procedência Vale dos Vinhedos e a partir da colheita 2013 as regras da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos. Elaborado a partir de uvas próprias cultivadas no vinhedo Santa Lúcia, no Vale dos Vinhedos.

Pizzato Nature Branco Tradicional – D.O.V.V.
Vem sendo elaborado desde 2006 na modalidade Brut, sempre pelo método tradicional e com colheita designada. A partir da colheita 2012, elaborado nesta versão sem dosagem, mas não para todas as colheitas. Com a insígnia da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos.

Pizzato Brut Branco Tradicional D.O.V.V.
É referencial da casa para espumantes! De 2006 a 2008, seguiu as regras da Indicação de Procedência Vale dos Vinhedos e a partir de 2009, até a presente tiragem, todas as colheitas ostentaram a insígnia da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos.

Miolo Wine Group
Espumante Miolo Millésime Brut D.O.
O Miolo Millésime é um espumante produzido pelo método tradicional, somente em safras excepcionais com uvas de Chardonnay e Pinot Noir, cultivadas nos vinhedos da família Miolo em São Gabriel, município de Garibaldi, dentro da área demarcada da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, região que dá origem a um dos melhores espumantes do Brasil.

Cave de Pedra
Cave de Pedra Winery Espumante Brut D.O.
O espumante elaborado pelo método tradicional, com maturação por 36 meses. Possui coloração palha com alguns reflexos esverdeados, perlage fino, persistente, intenso e encantador. Aromas remetendo a frutas secas como damascos e passas, sutilmente harmonizados a elementos cítricos e doces. Em boca um espumante muito cremoso, leve e marcante.

Foto 1: Gilmar Gomes.

Foto 2: Giovani Nunes

 

Anúncios

Cave de Pedra: um castelo de sonhos em meio ao Vale dos Vinhedos

Cave de Pedra2

Um castelo medieval em meio a parreiras verdes e carregadas de uvas, sob o céu estrelado em uma noite de temperaturas amenas. Luzes e flores coloridas enfeitando um caminho ajardinado e uma ponte de pedra elevada que antecede o castelo. Pessoas queridas recepcionadas por músicas românticas e taças de espumante, e um jantar harmonizado de dar água na boca, seguido de um baile animado…

zeto-teloken

Apesar de parecer uma narrativa de conto de fadas, essa também pode ser a descrição de muitas comemorações ocorridas na Cave de Pedra Winery, o cenário dos sonhos para muitos casais apaixonados que desejam reforçar seus votos de amor através do casamento. Ou ainda um lugar muito charmoso para uma formatura, um aniversário ou uma simples visitação turística.

Localizada no Vale dos Vinhedos desde 10 de junho de 1997, a vinícola reconhecida por seus espumantes premiados, é também um dos locais mais procurados pelos casais apaixonados para realização de seus casamentos. A combinação entre arquitetura, bons vinhos e serviço são características fundamentais que fizeram da Cave de Pedra referência.

A inspiração para a construção da empresa foram os castelos medievais. Todo construído em basalto, os grandes salões da Cave de Pedra dividem espaço com corredores misteriosos a meia luz, parreiral modelo com variedades diversas e estátuas de soldados que protegem o maior tesouro que ali pode ser encontrado: o amor de todos os casais que ali casaram, e as barricas de vinho produzidas pela empresa.

imagem-marcos-nagelsteinuolFoto:Marcos Nagelstein / UOL

A Cave de Pedra, além de ser referência em eventos, é também uma das primeiras vinícolas Boutique do Brasil, cuja principal característica é a elaboração limitada de produtos: em média 45 mil garrafas ano. Sua estrutura em basalto vai além da beleza: também foi pensada para armazenar os vinhos e espumantes, evitando a variação de temperatura.

A tipicidade do terroir do Vale dos Vinhedos é trabalhada pela equipe da casa em linhas variadas: tintos, brancos, espumantes e licorosos que se dividem entre as linhas Cave de Pedra Winery, Adaga, Pedra D`Oro e Rosa Negra.

Danilo Ucha.jpgFoto: Danilo Usha

Apesar de trabalhar em diversas frentes, o destaque da Cave de Pedra fica por conta dos Espumantes. As variedades Brut, Extra Brut e Moscatel possuem inclusive safras premiadas internacionalmente. Reforçando a qualidade reconhecida destes espumantes, com o Espumante Natural Brut Cave de Pedra Winery 2012, elaborado pelo método tradicional, primeiro produto da empresa com a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, rigorosamente analisado para receber este reconhecimento.

A Cave de Pedra também vem se destacando em função do seu enoturismo. Nos últimos anos a estrutura foi profissionalizada, o que proporciona ao visitante uma imersão no mundo do vinho. O roteiro inicia no túnel do castelo, passa pelas caves subterrâneas, área de amadurecimento, setor de elaboração dos vinhos e espumantes, vinhedos, passa pelas torres do castelo para fotos e apreciação da paisagem do Vale dos Vinhedos e encerra com a degustação orientada de vinhos e espumantes.

naiara-martini-6Foto: Naiára Martini

As visitas na Cave de Pedra acontecem de segunda a sábado e feriados, das 09h30min às 18h (primeiro tour as 10h e último tour as 17h). Domingos, das 09h30 às 17h (primeiro tour as 10h e último tour as 16h). O valor é de R$ 30 por pessoa.
Maiores informações no http://www.cavedepedra.com.br

Primeira degustação harmonizada da Cave de Pedra é transferida

Cave de Pedra2

Vinícola localizada no Vale dos Vinhedos realizará a primeira edição do evento em nova data, para melhor atender os interessados: no dia 03 de setembro

Cozinhar é uma terapia e a harmonização é uma arte. Como toda a arte, esta também pode ser aprendida e aprimorada.

É com muita alegria que a equipe da Cave de Pedra e o Vale dos Vinhedos convidam você – apreciador, iniciante, enófilo ou conhecedor de vinhos – para a 1ª Degustação Harmonizada da Cave de Pedra. Com nova data e horários, a degustação foi transferida para melhor atender aos interessados, será realizada no dia 03 de setembro, as 11h.

Além do ambiente diferenciado e aconchegante, grandes vinhos tintos e espumantes Cave de Pedra foram selecionados para harmonizar com petiscos, com o objetivo de testar e explicar na prática o casamento perfeito entre vinho e gastronomia.

Serão 6 rótulos entre vinhos tintos e espumantes combinados com alimentos diversos e um bate papo sobre esse assunto que não é somente para entendedores, mas para aqueles que desejam aprimorar seu conhecimento sobre o vinho.

O investimento para participar deste evento é de R$ 90,00 por pessoa e os ingressos podem ser adquiridos pelos números (54) 3459.1267 ou (54) 9674.9318 com Tauana ou Dougli.

Mas atenção: para tornar esta experiência ainda mais agradável, serão oferecidas apenas 10 vagas. Reserve a sua com antecedência e viva esta experiência no Vale dos Vinhedos.

SERVIÇO
O que: Degustação Harmonizada da Cave de Pedra.
Data: 03 de setembro
Horário: 11h
Local: Varejo da Cave de Pedra, no Vale dos Vinhedos
Valor por pessoa: R$ 90
Ingressos e informações: 54.3459.1267 ou 54.9674.9318 com Tauana ou Dougli

Cave de Pedra

Cave de Pedra Winery realiza primeira degustação harmonizada

Cave de Pedra2.jpg

Vinícola localizada no Vale dos Vinhedos realizará a primeira edição do evento no dia 09 de agosto

Cozinhar é uma terapia e a harmonização é uma arte. Como toda a arte, esta também pode ser aprendida e aprimorada.

É com muita alegria que a equipe da Cave de Pedra e o Vale dos Vinhedos convidam você – apreciador, iniciante, enófilo ou conhecedor de vinhos – para a 1ª Degustação Harmonizada da Cave de Pedra.

Além do ambiente diferenciado e aconchegante, grandes vinhos tintos e espumantes Cave de Pedra foram selecionados para harmonizar com petiscos, com o objetivo de testar e explicar na prática o casamento perfeito entre vinho e gastronomia.

Serão 6 rótulos entre vinhos tintos e espumantes combinados com alimentos diversos e um bate papo sobre esse assunto que não é somente para entendedores, mas para aqueles que desejam aprimorar seu conhecimento sobre o vinho.

O investimento para participar deste evento é de R$ 90,00 por pessoa e os ingressos podem ser adquiridos pelos números (54) 3459.1267 ou (54) 9674.9318 com Tauana ou Dougli.

Mas atenção: para tornar esta experiência ainda mais agradável, serão oferecidas apenas 10 vagas. Reserve a sua com antecedência e viva esta experiência no Vale dos Vinhedos.

SERVIÇO
O que: Degustação Harmonizada da Cave de Pedra.
Data: 09 de agosto
Horário: 18h30min
Local: Varejo da Cave de Pedra, no Vale dos Vinhedos
Valor por pessoa: R$ 90
Ingressos e informações: 54.3459.1267 ou 54.9674.9318 com Tauana ou Dougli

Cave de Pedra

23 amostras aprovadas para D.O. 2011

23 amostras foram aprovadas em degustação realizada na Embrapa Uva e Vinho totalizando 544.785 litros

Dez vinícolas do Vale dos Vinhedos inscreveram amostras da Safra 2011 – sendo 20 vinhos e 6 base espumante -, para a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos (D.O.V.V.). Foram aprovadas 23 amostras, de um total de 26 inscritas, após degustação realizada nos dias 5 e 6 de outubro no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, segundo critérios do Conselho Regulador. O volume corresponde a 544.785 litros.

Entre as amostras aprovadas nove são de Merlot, cinco de Chardonnay, cinco de base espumante e quatro de assemblage tinto. Os vinhos foram inscritos pela Casa Valduga, Peculiare Vinhos Finos, Pizzato Vinhas e Vinhos, Terragnolo Vinhos Finos, Vinhos Don Laurindo, Vinícola Almaúnica, Vinícola Capoani, Cave de Pedra, Vinícola Dom Cândido e Vinícola Miolo.

A coleta desses vinhos foi feita nos dias 3 e 4 de outubro diretamente dos reservatórios nas vinícolas. Já a degustação sensorial ocorreu nos dias 5 e 6, com a participação dos pesquisadores da Embrapa Uva e Vinho, Mauro Zanus, Alberto Miele e Irineo Dall’Agnol; do presidente da Associação Brasileira de Enologia (ABE), Christian Bernardi e dos representantes da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale), Ademir Brandelli, Gilberto Simonaggio, Márcio Brandelli e Flávio Pizzato.

O início do processo de certificação contempla a verificação de comprovação documental de produção e origem das uvas. Já, ao final do processo, as vinícolas que pleiteiam a D.O para seus produtos receberão junto com o certificado os relatórios das análises do Laboratório de Referência em enologia (Laren), de Caxias do Sul, e os resultados das análises fisico-químicas e das degustações sensoriais realizadas na Embrapa Uva e vinho. Este processo é realizado não apenas para comprovar o enquadramento no Regulamento de Uso da D.O.V.V., mas também configura-se em uma importante ferramenta de feedback para qualificação contínua  a ser utilizada pelas vinícolas participantes.

 

Volumes aprovados em litros

Merlot – 165.285

Chardonnay – 50.600

Base espumante – 108.900

Assemblage tinto – 220.000

TOTAL – 544.785

 

Texto: Conceito.com

Foto: Lucinara Masiero