Um dia de poda na Vinhos Larentis

larentis.jpgAtividade que visa apresentar aos participantes o processo de poda dos vinhedos, faz parte da programação especial de inverno no Vale dos Vinhedos.

O inverno no Vale dos Vinhedos é importante não somente em termos de turismo, mas também no processo do cultivo da uva. É nesse período que as videiras adormecem para recuperar as energias no repouso vegetativo, quando também é realizada a poda de inverno, processo que contribui para o controle da produtividade e consequente qualidade no brotar das uvas.

Para proporcionar conhecimento aos enófilos, a Vinhos Larentis oferecerá em agosto, uma programação especial referente a este tema, nos vinhedos da vinícolas. Na recepção será ministrada palestra de 30 minutos que tratará do segredo da poda na qualidade dos vinhos, trazendo informações e curiosidades a respeito da produção vitivinícola. Em seguida serão fornecidas instruções para a atividade e, posteriormente, acontece a poda, que será praticada pelos inscritos na programação. Nesse momento os visitantes pegam a tesoura para a prática que se repete todos os anos, durante cerca de um mês. O encontro é encerrado com uma visitação e degustação técnica de vinhos e espumantes Larentis.

De acordo com André Larentis, enólogo da vinícola, a melhoria da qualidade da uva e, consequentemente, dos vinhos e espumantes depende profundamente da poda. “O programa abre as portas para que os visitantes explorem essa atividade pouco conhecida, o que também aproxima os apreciadores de vinho do processo de produção das uvas e elaboração dos vinhos”, ressalta.

SERVIÇO
Quando: 11 de agosto de 2018
Horário: 14h
Valor: R$ 50,00 por pessoa
Inclui: Poda, visitação e degustação técnica
Informações e reservas: 54 3453-6469 | larentis@larentis.com.br
Vagas limitadas.

Untitled design (1)

Anúncios

As taças vão brindar em Bento

TacaCapital Brasileira do Vinho sedia 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho

O vinho é um produto cultural, cheio de histórias e carregado de valores que estão muito além da taça. Seu universo nasce na terra, se transforma e evolui com a mão do homem, e com ele encontra o prazer a cada gole. Tirar a rolha, encher a taça, brindar e dar o primeiro gole, é um ritual milenar que continua aproximando as pessoas, fazendo amigos. É justamente esta a proposta do 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho, que acontece dia 28 de julho, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, numa promoção do Bento Convention Bureau (BCB). O evento é aberto ao público interessado em vinhos.

Um assemblage de atrações formam a programação que contempla conhecimento, degustação e confraternização. Na parte da tarde, palestras técnicas vão integrar turismo e gastronomia em torno do mundo do vinho. Essa tríplice inseparável forma o tripé desta primeira edição que tem o objetivo de promover o vinho brasileiro, sua gente e o universo que o contempla. “É impossível falar de vinho sem falar de Enoturismo e Enogastronomia. Foi assim que pensamos o evento, harmonizando temas intimamente ligados, capazes de expressar a relação do vinho com seus produtores e apreciadores”, destaca a presidente do BCB, Sabrina Cardoso.

A programação inicia às 16h30min, na Fundação Casa das Artes. “Vinho brasileiro: Expressão e Diversidade” será um dos temas do encontro. A palestra será conduzida pelo escritor e estudioso no assunto, Rogério Dardeau. Autor de quatro livros sobre vinhos, Dardeau também é orientador de degustações e professor da disciplina ‘Vinhos Brasileiros’ no curso de extensão ‘O Negócio do Vinho’, da Universidade Fundação Getúlio Vargas, do Rio de Janeiro. É membro da Fédération Internacional des Journalistes et Écrivains des Vins et Spiritueux (FIJEV), com sede em Paris. Dardeau vai passear pela diversidade brasileira de terroirs, mostrando a pluralidade da expressão nacional em torno do vinho.

Depois do vinho, será a vez do chef Thiago Castanho temperar o encontro com uma palestra focada em gastronomia no mundo do vinho. Apresentador do reality Cozinheiros em Ação, da GNT, é titular do premiado Remanso do Bosque, em Belém, que junto com o Remanso do Peixe, foi eleito três vezes chef do ano pela edição Veja Comer & Beber Belém. Paraense, é inspirado na culinária tradicional amazônica e sua especialidade são os peixes assados na brasa. Hoje, é considerado um dos chefs mais inovadores do Brasil. Ao final, o Dardeau e Castanho participarão de um bate papo mediado pela mestre em Turismo e presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), Ivane Fávero, e pelo chef Rodrigo Bellora, líder do movimento Slow Food Primeira Colônia Italiana.

Depois da troca de informações, o momento será de congraçamento. A partir das 19h30min, acontece no Centro Empresarial de Bento Gonçalves, o Encontro das Taças, quando confrades e confreiras, juntamente com demais apreciadores da bebida, confraternizarão numa festa de sons, cores, aromas e sabores. Na ocasião, será possível degustar vinhos e espumantes de diferentes regiões produtoras num jantar com ilhas gourmet. Num dos espaços coordenados pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos – Aprovale, os presentes poderão conhecer mais sobre os vinhos do Vale dos Vinhedos, uma das regiões produtoras mais famosas do mundo. O repertório de músicas brasileiras estará a cargo da banda Farina Brother’s.

O evento tem a realização do Bento Convention Bureau, apoio da Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves, do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC/BG), Instituto Brasileiro do Vinho – IBRAVIN e Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Estado do Rio Grande do Sul, Tuttovino e Valle Azul. A agência oficial é a Giordani Turismo e a organização é da Moura Comunicação & Eventos. São patrocinadores o Boulevard Convention, CDL, Wine South America e SEGH.

Como participar
As inscrições para o 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho estão abertas. Interessados devem acessar o link https://confrariasvinho.eventize.com.br/. O valor por participante é de R$ 240 mais taxa de comodidade, contemplando toda programação do evento.

PROGRAMAÇÃO
16h30min – Local 1: Fundação Casa das Artes
Palestra 1 – Vinho Brasileiro: Expressão e Diversidade (Rogério Dardeau)
Palestra 2 – Gastronomia no mundo do vinho (Thiago Castanho)
Encerramento: Bate papo com os palestrantes, mediado por Ivane Fávero e Rodrigo Bellora

19h30min – Local 2: Centro Empresarial Bento Gonçalves
Festa O Encontro das Taças (Degustação de vinhos e espumantes e jantar com ilhas gourmet)
Atração: Banda Farina Brother’s

Inscrições: https://confrariasvinho.eventize.com.br/
Informações atendimento@mouracom.com.br ou (54)3055-4145

Foto: Gabriel Pertile Casagrande

Dom Cândido inova e cria a “Experiência do Vinho”

Banner Site_13 (2)Programa visa imersão na arte de elaboração do vinho em 3 encontros presenciais

A Vinícola Dom Cândido, localizada no Vale dos Vinhedos está preparando uma programação especial para os apreciadores da arte da degustação de bons vinhos. Os enófilos de plantão são convidados a participarem de uma experiência única e completa, que envolve desde os tratos com as videiras, através das podas necessárias, até a colheita e elaboração do vinho. Tudo isso, em uma paisagem de tirar o fôlego: o Vale dos Vinhedos.

Em meio aos parreirais centenários da vinícola, os participantes poderão conhecer a riqueza da história da vinícola, enquanto participam de todas as etapas do processo de elaboração de dos produtos na prática, seguindo as tradições que são mantidas desde os antepassados de Cândido Valduga.

Com o intuito de envolver o participante no processo de elaboração do vinho, serão realizados 3 encontros presenciais nas dependências da vinícola. A programação completa é limitado a um seleto grupo de no máximo 20 participantes, propiciando assim o envolvimento do grupo em todo o processo, que será acompanhado pela equipe técnica da Dom Cândido.

A “Experiência do Vinho” terá início em agosto, terá um segundo encontro em novembro, e culminará com a colheita em fevereiro. Confira abaixo a programação detalhada:

O 1º Encontro: Poda Vinífera Seca
Data: 04 de agosto 2018
Horário: início 09h30min, com previsão de término 14h15min.
Programação: Boas Vindas e recepção dos participantes. Ida de trator até os parreirais, onde acontecerá a poda de inverno dos galhos secos e identificação das videiras de cada participante. No retorno à vinícola, curso de degustação e aromas, com duração de 2 horas.
Após será ofertado almoço no Restaurante Videiras 1535 (rodízio italiano) Cardápio: Entrada: polenta brustolada, salame, queijo colonial, sopa de capeletti, pão, parmesão e ilha de saladas.
Risotos: risoto gaúcho, risoto de vinho, risoto aos quatro queijos, risoto de gorgonzola com alho poró. Massas: macarrão buona chiamata, trotei ao molho de tomate seco, espaguete com salvia na manteiga, espaguete a carbonara. Grelhados: costela uruguaia, entrecot, filé mignon, picanha, picanha de cordeiro, linguicinha de frango.

2º Encontro: Poda Verde
Data: 10 de novembro 2018
Horário: início 16h com previsão de término 18h, seguido de jantar que ocorre às 20h.
Programação: Boas Vindas e recepção dos participantes, seguido de café colonial no Restaurante Videiras 1535. Cardápio: Cucas, bolos, pães, salame italiano, queijo colonial, frutas de época, café, café com leite, iogurte, suco natural. Após, ida de trator até os parreirais, onde ocorrerá a localização das videiras por cada participante para realização da poda dos galhos verdes. Retorno à vinícola, onde será realizado curso de amadurecimento do vinho.
Após será realizado Jantar Harmonizado no Restaurante Videiras 1535. Cardápio: Entrada: tábua de frios. Mix de folhas verdes com crountons. Prato principal: risoto de gorgonzola com alho poró, entrecot grelhado com ervas finas, penne buona chiamata e filé mignon grelhado.
Sobremesa: pudim de leite. Todos os pratos serão harmonizados com vinhos Dom Cândido.

3º Encontro: Vindima
Data: 16 de fevereiro 2019
Horário: início 09h com previsão de término 14h15min.
Programação: Boas Vindas aos participantes. Ida de trator até os parreirais, onde será realizado o Merendim (lanche típico italiano realizado em meio as videiras). Em seguida ocorre a colheita da uva. No retorno à vinícola, os participantes realizam a pisa de uvas e conhecem o processo de vinificação e fermentação.
Para encerrar, participam de almoço no Restaurante Videiras 1535. Cardápio: Entrada: polenta brustolada, salame, queijo colonial, sopa de capeletti, pão, parmesão e ilha
de saladas. Risotos: risoto gaúcho, risoto de vinho, risoto aos quatro queijos, risoto de gorgonzola com alho poró. Massas: macarrão buona chiamata, trotei ao molho de tomate seco, espaguete com salvia na manteiga, espaguete a carbonara. Grelhados: costela uruguaia, entrecot, filé mignon, picanha, picanha de cordeiro, linguicinha de frango.

Para finalizar a experiência, cada participante poderá levar na bagagem, além das melhores recordações, 24 garrafas de vinho da variedade Merlot com rótulo personalizado.

Investimento para participação em toda a programação:
– Pacote para os 3 encontros R$ 3.500,00 por pessoa, que inclui toda a programação descrita
acima, bem como almoço e bebidas.
Pagamento em 3x no cartão de crédito ou depósito em conta, com vencimentos em 03/06,
03/07 e 03/08.
Hospedagem e traslado: por conta de cada participante. Consulte no site http://bento.tur.br/ a
relação completa de opções de hotéis e pousadas da cidade.

Observações:
OBSERVAÇÃO 1: valores e regras para crianças e adolescentes, consultar a vinícola.
OSERVAÇÃO 2: todas as ferramentas e equipamentos necessários para a realização de cada etapa, tais como tesoura de poda, chapéu e repelente, serão fornecidos pela Dom
Cândido.
OBSERVAÇÃO 3: caso o participante não possa levar as 4 caixas de vinho junto consigo, a vinícola providenciará a entrega destes via transporte terrestre, dentro do território nacional, com frete pago até o destino informado.

Para saber mais e reservar a sua vaga nessa experiência, entre em contato com a Dom Cândido através do 54.2521.3500 ou televendas@domcandido.com.br

Untitled design (1)

Mesa Redonda sobre a Zona Franca da Uva e do Vinho acontece no Vale dos Vinhedos nesta sexta-feira

jOÃO dERLY.jpgIniciativa do projeto é do deputado federal João Derly com apoio da Aprovale

O projeto de lei (9045/2017) que cria a Zona Franca da Uva e do Vinho vem sendo debatida em Brasília, no trâmite das comissões da Câmara dos Deputados, mas também nas 23 cidades que serão contempladas com a iniciativa. Nesta sexta-feira (6), Bento Gonçalves completa a série de Mesas Redondas sobre o tema. O evento é promovido pelo deputado federal João Derly (REDE-RS), autor do projeto, e pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia. Estarão presentes representantes dos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Nova Roma do Sul, Santa Teresa, Veranópolis, Salvador do Sul, Antônio Prado, Caxias do Sul, Guaporé, Nova Prata, Coronel Pilar e Cotiporã.

A intenção do projeto é desenvolver a vitivinicultura local e o enoturismo na região. Para tanto, ele pretende enfrentar o problema da elevada tributação que sobrecarrega a cadeia vitivinícola e que gera uma concorrência desleal, principalmente com produtos de fora do Brasil.

João Derly acredita que essa é a hora de incentivar a geração de empregos e a Serra Gaúcha destaca-se internacionalmente no turismo. “Enfrentamos uma grave crise de desemprego que atinge quase 14 milhões de brasileiros. O turismo na região é uma tradição e um grande gerador de empregos e atrativo para investimentos externos. Reduzindo o alto custo dos impostos, a consequência seria o aumento da produção que levaria à queda dos preços e à geração de vagas de emprego. Com isso garantimos desenvolvimento de diversos setores da cadeia”, argumenta o parlamentar.

O projeto de lei sugere a criação de uma zona franca semelhante a já existente em Manaus. O regime tributário especial, explica Derly, seria restrito às atividades da cadeia vitivinícola do Vale da Uva e do Vinho. Foram convidados para discutir o projeto, que será mediado por João Derly, entre outras autoridades, Deborah Villas-Bôas, diretora de infraestrutura da Aprovale (Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos) e do vereador de Bento Gonçalves, Eduardo Viríssimo, além dos prefeitos e representantes de diversas cidades da região.

As 23 cidades contempladas pelo projeto são Bento Gonçalves, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Antônio Prado, Boa Vista do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Coronel Pilar, Cotiporã, Farroupilha, Flores da Cunha, Guaporé, Ipê, Nova Pádua, Nova Prata, Nova Roma do Sul, Pinto Bandeira, Salvador do Sul, Santa Tereza, São Marcos, Sao Valentim do Sul, Veranopólis e Vila Flores.

A Mesa Redonda acontecerá no Hotel e SPA do Vinho (rodovia RS 444 – KM 21 – Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves) a partir das 9h. Na semana que passou Farroupilha recebeu o evento que reuniu prefeitos, entidades e autoridades de sete municípios.

Fonte: Assessoria de comunicação de João Derly

“Conhecendo o Vale dos Vinhedos” é o tema do passeio “L´Essenza del Vino” da Maria Fumaça

Divulgação

A próxima edição do passeio temático “L´Essenza del Vino”, realizado a bordo da Maria Fumaça, na Serra Gaúcha, tem como tema a principal região produtora de vinhos no Brasil, o Vale dos Vinhedos, no interior de Bento Gonçalves. O passeio a bordo do vagão 219, de uso exclusivo para o L´Essenza, acontece dia 23 de junho, em duas edições: às 14h e às 16h. Cada edição receberá 40 passageiros.

Ao embarcar na viagem “Conhecendo o Vale dos Vinhedos” o passageiro recebe um kit composto por taça personalizada e produtos típicos da região, que harmonizam com os vinhos e espumantes que serão degustados ao longo dos 23 quilômetros do percurso do trem – entre as estações de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa. A cada edição a experiência dos visitantes é guiada por um enólogo ou sommelier convidado. Durante o passeio o turista conhece a história e peculiaridades do Vale dos Vinhedos e aprecia pela janela do trem as belas paisagens da Região Uva e Vinho, com trilha sonora interpretada ao vivo dentro do vagão.

O “L´Essenza del Vino” é mais um produto criado e oferecido pela Giordani Turismo desde janeiro, e a cada nova edição a procura pelo roteiro tem aumentado. “É uma atração que representa inovação e une a essência cultural da região aliada a um produto turístico, que é nossa Maria Fumaça”, comenta a diretora da Giordani Turismo, Susana Tercila Giordani.

Para participar desta edição do passeio, o visitante deve realizar sua reserva antecipada diretamente com a Giordani Turismo, operadora exclusiva da ação.

L’ESSENZA DEL VINO
“Conhecendo o Vale dos Vinhedos” – Viagem com degustação e harmonização de vinhos a bordo da Maria Fumaça
Data: 23 de junho – sábado
Horário: 14h e 16h
Para informações e compra: (54) 3455.2788
www.giordaniturismo.com.br
faleconosco@giordaniturismo.com.br

Fonte: Assessoria de Comunicação
Foto: Divulgação

Curso de degustação de vinhos com Denominação de Origem Vale dos Vinhedos é ofertado pela Miolo

Curso de degustação de vinhos com Denominação de Origem Vale dos Vinhedos é ofertado pela Miolo

Vinicola Miolo.jpgO curso especial tem o objetivo de apresentar as peculiaridades dos vinhos reconhecidos e proporcionar uma experiência única aos visitantes com um tour exclusivo.

A Miolo Wine Group é uma das vinícolas que mais participam do processo da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, única para vinhos do Brasil, cuja gestão é realizada pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos – Aprovale. O processo é bastante rigoroso, atesta a origem e peculiaridade, e avalia a qualidade dos vinhos tintos, brancos e espumantes de variedades que melhor se adaptaram ao local de origem.

Diante deste envolvimento e com o objetivo de sensibilizar o enófilo quanto à importância deste processo, a vinícola acaba de lançar um mini curso exclusivo sobre os seus vinhos que ostentam o selo da D.O.V.V. O curso acontecerá de segunda a sábado, a partir de 30 de maio, em dois horários diários: as 10h30min e as 14h30min. As visitas também serão dedicadas a pequenos grupos: cada horário terá 12 participantes apenas.

A programação contempla um roteiro diferenciado: inicia com um passeio pelos vinhedos, onde são apresentadas as variedades de uvas. Em seguida ocorre a visita pela vinícola, onde o processo de elaboração dos vinhos acontece. Do alto da torre da Miolo, com uma belíssima vista para o Vale dos Vinhedos, o visitante degusta o Millesime Brut D.O., eleito o melhor espumante do método champenoise do Hemisfério Sul. Nas caves, os anos de tradição e legado da família Miolo são apresentados com orgulho através de uma degustação do Merlot Terroir D.O., eleito melhor Merlot do Mundo em Londres. A degustação é realizada no acervo particular do Enólogo Adriano Miolo. A visita finaliza com a degustação de dois vinhos e dois espumantes em uma das salas de degustação.

Para participar deste mini curso, é necessário o investimento de R$ 60 por pessoa. As visitas iniciarão a partir de 30 de maio, e o agendamento prévio deve ser realizado através dos canais da Miolo: visita@miolo.com.br ou 54.2102.1537

 

PrintSobre a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos
O Vale dos Vinhedos é a única Denominação de Origem para vinhos no Brasil e suas regras são bastante específicas, principalmente quanto aos cultivares autorizados e produtividade por pé e hectare. A qualidade dos produtos inscritos também é avaliada por um corpo especializado de degustadores. Ao adquirir um vinho com D.O.V.V., o consumidor leva pra casa um vinho com as características únicas do Vale dos Vinhedos e a certeza de qualidade.

As regras completas para a para a D.O.V.V. podem ser conferidas no site do Vale, neste link: http://www.valedosvinhedos.com.br/vale/conteudo.php?view=98&idpai=132

E a lista completa de vinícolas e vinhos que ostentam o registro, neste link: http://www.valedosvinhedos.com.br/vale/conteudo.php?view=97&idpai=132

Vale dos Vinhedos participa do Dia do Vinho 2018

Primavera Vale dos Vinhedos003 Fotos- Gilmar GomesEmpreendimentos da rota de enoturismo oferecerão atrações especiais no período

A lei que instituiu o Dia do Vinho no Rio Grande do Sul no primeiro domingo de junho de cada ano, foi promulgada em 12 de dezembro de 2003. Apesar de ser uma lei do Rio Grande do Sul, o amor do brasileiro pelo vinho vem crescendo, e a união das regiões produtoras propiciou à criação de uma semana inteira de programações especiais alusivas a bebida dos deuses. Apesar de levar o nome de “Dia do Vinho”, em 2018 serão duas semanas de programações especiais, com mais de 300 atrações simultâneas realizadas em três regiões do Brasil.

E o Vale dos Vinhedos, pioneiro em produção de vinhos no Brasil e única Denominação de Origem para a bebida no país, não podia ficar fora dessa festa. Por aqui o vinho é o astro principal e o combustível para inúmeras outras atividades ligadas ao enoturismo, que também rendem suas homenagens durante a programação, que vai de 18 de maio a 03 de junho.

Dentre as atividades especialmente pensadas para o período no Vale dos Vinhedos, destacam-se o tradicional Filó do Vinho, no Hotel Villa Michelon, o Festival Emoções no Vale, no Hotel & Spa do Vinho, o Festival Polenta & Vin, realizado pelo Circolo Trentino di Bento Gonçalves e a Wine Run. Piqueniques, cursos de degustação e harmonização, degustações às cegas e orientadas, harmonização ao pôr do sol, jantares harmonizados e passeios de quadriciclo são outras modalidades que podem ser apreciadas pelos visitantes. No período também estão previstos lançamentos de vinhos e cardápios harmonizados. Para aproveitar a programação, hotéis e pousadas já estão realizando reservas para o período, alguns com atrativos diferenciados também inspirados no vinho.

A programação completa do Vale dos Vinhedos pode ser conferida no link: www.valedosvinhedos.wordpress.com/diadovinho2018

E a programação completa para o Dia do Vinho 2018 conferida no site oficial do evento: www.diadovinho.com.br

Banner

Sobre o Dia do Vinho
O Dia do Vinho é realizado pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), por meio do projeto Vinhos do Brasil e Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul (Seapi-RS), e pelo Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) – Região Uva e Vinho, como resultado do Projeto Eventos Integrados e Integradores – reinterpretação da concepção de evento, fomentado pelo Ministério do Turismo. A lei que instituiu o Dia do Vinho no Rio Grande do Sul no primeiro domingo de junho de cada ano foi promulgada em 12 de dezembro de 2003. O projeto partiu do então deputado estadual Iradir Pietroski.