Vale dos Vinhedos bate recorde de visitantes em 2016

naiara-martini-11Ano foi de aumento do turismo interno e busca por experiências

O Vale dos Vinhedos é um destino diferenciado de turismo no Brasil. País de clima tropical onde as praias são a grande atração tanto para público nacional quanto para estrangeiros, o enoturismo – o turismo do vinho – é novidade e surpreende.

Berço da vitivinicultura no Brasil, a Serra Gaúcha cultiva a uva e elabora o vinho desde a chegada dos primeiros imigrantes italianos, por volta de 1875. A atividade que passou de geração para geração, teve sua origem na elaboração artesanal para consumo próprio, desenvolvendo-se até o surgimento de vinícolas que conquistaram mercados, algumas delas com renome internacional.

naiara-martini-7A curiosidade envolvendo a elaboração deste produto requintado – o vinho – em terras brasileiras, incentivou também o desenvolvimento da atividade turística, permitindo que pequenas e grandes vinícolas abrissem suas portas para um novo nicho de mercado. Por volta de 1995 a atividade passou a se profissionalizar, e de maneira crescente o Vale dos Vinhedos passou a diversificar sua oferta, qualificar sua mão de obra e conquistar seus visitantes com experiências ao longo das quatro estações do ano.

Em 2016 o Vale dos Vinhedos chegou ao ápice, registrando mais um recorde no número de visitantes recebidos. Foram 410.149 visitantes contabilizados de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2016. Visitantes estes que puderam vislumbrar ao longo dos quase 50 km de estradas, mais de 60 empreendimentos variados além de paisagens estonteantes bordadas por videiras.

Segundo os dados coletados, este número representa um aumento de 3% em relação a naiara-martini-62015, quando o roteiro também quebrou o recorde anterior, com 397.529 visitantes. O perfil de visitantes abrange casais e pequenos grupos familiares ou de amigos, que visitam a rota com carro próprio ou alugado. A maioria proveniente da grande Porto Alegre, seguida pelos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e grandes capitais. O aumento do número de estrangeiros também foi significativo. Alemanha, China, Rússia, EUA, França, Inglaterra, Argentina e Uruguai foram alguns dos países registrados. O período de maior fluxo de 2016 foi o de inverno – junho a agosto – quando a rota recebeu mais de 135 mil visitantes. O período de Vindima vem em seguida – janeiro a março – com mais de 87 mil visitantes.

A Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos realiza a medição do fluxo de visitantes no Vale dos Vinhedos desde 2001. Ao longo de 16 anos em que o fluxo é registrado, o Vale recebeu mais de 3 milhões de pessoas, que buscam além das visitas tradicionais que mostram o processo de elaboração do vinho, as experiências diferenciadas oferecidas pelos atrativos.

Atualmente o Vale está em plena Vindima 2017, quando espera receber cerca de 140 mil visitantes até março.

Fotos: Naiára Martini

Vindima no Vale dos Vinhedos: trabalho, dedicação e alegria na colheita da uva

cropped-02.jpgFoto: Acervo Miolo Wine Group

Chegamos ao verão, estação sinônimo de férias e descanso para muitos. No Vale dos Vinhedos é a estação da colheita literal de nossos frutos. É quando alcançamos o momento mais glorioso e também do trabalho mais árduo: a Vindima.

Durante o ano, produtores rurais, enólogos e suas equipes esforçam-se incansavelmente para que as videiras cumpram seus ciclos em cada estação. Outono, inverno e primavera têm papel fundamental no desenvolvimento das videiras e frutos. Neste processo evolutivo, a natureza e o homem se aliam para originar aquelas que são o motivo do Vale dos Vinhedos existir: as uvas.

O ápice de todo este esforço acontece no verão, quando as diversas variedades que originam vinhos de características únicas, são colhidas pela comunidade e pelos viticultores do Vale.

cropped-03.jpgFoto: Gilmar Gomes – Acervo Aprovale

Ao mesmo tempo que o trabalho de colheita é realizado, o espírito da Vindima toma conta dos nossos ares como que por magia: aromas adocicados pairam no ar, as paisagens mudam suas tonalidades alternando as cores das videiras e uvas com os chapéus de palha dos trabalhadores, a temperatura instiga a viver experiências junto a natureza e até mesmo o som dos tratores nos traz a nostalgia de tempos passados. A alegria toma conta até mesmo daqueles que não trabalham diretamente com a colheita: recepcionistas, garçons, camareiras, artesãos. Todos são contagiados pelo espírito de renovação da Vindima, em um mesmo clima de comemoração e de recomeço.

Por aqui, não apenas um ano novo se inicia. É uma nova safra, com novos e únicos vinhos e espumantes que trazem consigo a herança de nossos ancestrais, o aprendizado de nossos nonos, nonas, pais e mães refletidos nas milhares de caixas de uva e nas novas garrafas que descansarão nas adegas de nossas vinícolas.

A Vindima é o nosso melhor jeito de iniciar um novo ciclo, colhendo os frutos de nosso trabalho e oferecendo aos nossos visitantes o que melhor sabemos fazer: receber erguendo um brinde ao novo!

Programação especial para curtir a Vindima

m4d_9846Foto: Merlo Fotografia – Acervo Villa Michelon

Para aproveitar a Vindima em todos os seus aspectos, os atrativos do Vale dos Vinhedos oferecem atividades especiais no período de 07 de janeiro a 19 de março.

A Abertura Oficial da Vindima no Vale dos Vinhedos acontecerá no dia 28 de janeiro, no Hotel Villa Michelon. O evento contará com a bênção dos parreirais e dos vitivinicultores, colheita e pisa das uvas com as Soberanas do Vale dos Vinhedos e filó italiano de confraternização.

Durante o período, a colheita e pisa das uvas também poderá ser realizada em outros empreendimentos, em pacotes de um dia ou com hospedagem inclusa para um final de semana especial. Hotel & Spa do Vinho, Casa Valduga, Hotel Villa Michelon, Pousada Florenza e o Circolo Trentino di Bento Gonçalves oferecem esta atividade mediante reserva antecipada.

Eventos que unem gastronomia e vinho também são atração no período: o Winery & Food Cave de Pedra e o Cálice de Estrelas acontecem já no dia 14 de janeiro. E para os amantes do esporte, a Maratona do Vinho será realizada no dia 12 de fevereiro em meio às paisagens do Vale dos Vinhedos e da Estrada do Sabor. E a La Sfida Vindima 2017 será realizada nos dias 17, 18 e 19 de fevereiro, em três cidades – Pinto Bandeira, Garibaldi e Bento Gonçalves – sendo encerrada no Vale dos Vinhedos. Ambas estão com inscrições abertas.

maratona-do-vinhoFoto: Maratona do Vinho

Piqueniques em meio aos parreirais carregados de uvas são atração também na Vinhos Larentis e na Cave de Pedra. A atividade também pode ser realizada no Jardim Leopoldina.

Oficinas de drinks com vinhos e espumantes e mini curso sobre uvas e vinhos são oferecidos pela Cooperativa Vinícola Aurora. E as tradicionais oficinas gastronômicas com temas variados são ofertadas pelo Valle Rustico Restaurante.

A Pizzato Vinhas e Vinhos oferecerá a oportunidade de realização de degustações verticais, além de harmonizar tábuas de frios de sabores variados com seus vinhos. E o Wine Garden, nos jardins da Miolo Wine Group segue durante a Vindima, com inúmeros eventos especiais.

dsc_0093Foto: Acervo Vinhos Larentis

A Vinícola Dom Cândido levará seus visitantes para conhecer os parreirais e realizará degustação orientada durante o período. Cursos de degustação e cursos de harmonização na Miolo Wine Group e na Casa Valduga complementam a oferta de atrações para o período.

Venha vivenciar conosco as belezas da Vindima 2017. Esperamos você com uma série de atrações e atividades diferenciadas, de 07 de janeiro a 19 de março.

Programação completa em: www.valedosvinhedos.com.br ou www.valedosvinhedos.wordpress.com/vindimavaledosvinhedos

Maratona do Vinho é atração para os amantes de esporte no Vale dos Vinhedos

maratona-do-vinhoCerca de mil atletas são esperados pela organização, que promete também atividades culturais e gastronômicas para o dia do evento

O período da Vindima no Vale dos Vinhedos é esperado com muita ansiedade por todos. Enquanto a colheita da uva acontece, envolvendo a comunidade e os empreendedores locais, visitantes provenientes de diversas partes do Brasil podem desfrutar de inúmeras atrações nos meses de janeiro, fevereiro e março.

A Maratona do Vinho, que será realizada no dia 12 de fevereiro, é uma das atividades dedicadas aos amantes do esporte e da integração com a natureza. Serão 42.195 km de prova, com opções de maratona e revezamento em meio às paisagens do Vale dos Vinhedos e da Estrada do Sabor, rotas integradas no território de Bento Gonçalves e Garibaldi.

Além da corrida, a organização da prova promete uma estrutura que enaltece a região no ponto de largada e chegada. Degustações, apresentações culturais e opções gastronômicas serão oferecidas no Morro da Cruz, localizado na Linha Ceará da Graciema, ponto escolhido como a base da prova. Os atletas participantes recebem também um kit especial com medalha de participação, e os vencedores de cada categoria recebem troféu e o premio tradicional da Maratona: uma porcentagem de seu peso convertida em vinho.

Até o dia 31 de dezembro é possível realizar as inscrições com desconto especial. Basta acessar o link http://www.esportif.com.br/evento/vinho2017/index.php?id=200

Mais informações no site da Maratona: www.maratonadovinho.com.br

Em seis meses, totens interativos registram mais de 150 mil acessos em Bento Gonçalves

DSCN0449Vale dos Vinhedos é o atrativos mais procurados pelos visitantes em totens interativos

A Secretaria Municipal de Turismo (SEMTUR) divulgou o relatório de acessos dos dez totens interativos distribuídos pela cidade. Nos últimos seis meses, conforme os dados, foram registrados mais de 150 mil acessos. Do total, 20.076 em maio, 23.257 em junho, 40.131 em julho, 25.042 em agosto, 25.028 em setembro e 22.959 em outubro.

O relatório mostra que nesses meses o totem que apresentou o maior número de acessos foi o instalado na Estação Maria Fumaça, com mais de 27 mil acessos, seguido pelo do Shopping Bento, com mais de 16 mil e Parque Temático Epopeia Italiana, mais de 15 mil.

A opção “Onde visitar”, dividida em dez tópicos, apresentou os seguintes números: Vale dos Vinhedos (11.145), Caminhos de Pedra (8.866) e pontos turísticos isolados (5.657).

Os idiomas aplicados para utilização do aparelho são, respectivamente, em todos os meses: Português, Espanhol e Inglês. Foram 4.138 avaliações de hotéis, restaurantes, roteiros, entre outros. Vale destacar, ainda, os acessos ao campo Atendimento Cidadão, com foco no público interno. Em seis meses, foram registrados 2.747 acessos. A aba possui informações sobre serviços públicos.

O Secretário Municipal de Turismo, Gilberto Durante, destaca a importância dos aparelhos para melhor conhecer o comportamento do turista. “Eles simplificam a estada dos visitantes e a nossa também, que temos mais uma ferramenta para planejar o setor. Além de estarmos ampliando o horário de atendimento ao turista de forma muito eficiente e em pontos estratégicos”. Os usuários dos totens podem, ainda, fazer avaliações das rotas, atrativos e empreendimentos visitados. “O resultado dessa avaliação têm sido positivo até o momento, tendo em vista que a média é de 4 estrelas em uma escala de 1 a 5”, finaliza.

A tecnologia do Totem Interativo foi desenvolvida por uma agência digital de Bento Gonçalves. O projeto conta com o apoio da Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale), Estação Rodoviária de Bento Gonçalves, Fundação Casa das Artes, Fundação Parque de Eventos, Grupo Giordani Turismo, L’América Shopping e Shopping Center Bento Gonçalves.

DSCN0421Um dos totens está instalado no Centro de Atendimento ao Turista do Vale dos Vinhedos, junto a sede da Aprovale.

Prêmio Gestor Público 2016
O município recebeu premiação pelo projeto Bento Interativa, além da Menção Honrosa pelo projeto Bento Conectada ter sido premiado no ano passado.

O projeto Bento Interativa teve início no ano de 2014, e no ano seguinte foram instalados os 10 totens. Nos últimos doze meses do projeto, registrou-se 299.811 acessos, sendo 143.318 nos primeiro seis meses e 156.493 nos últimos.

Em recente atualização do projeto, o módulo “Agências” foi alterado para a inclusão de “Guias de Turismo”, passando a fornecer informações dos guias de Bento Gonçalves cadastrados no Cadastur.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura

Fotos: Naiára Martini

11 dias para colher e pisar uvas em “La Bella Vendemmia”, no Vale dos Vinhedos

la-bella.pngAlém de receber a Abertura Oficial da Vindima no Vale dos Vinhedos, Hotel Villa Michelon amplia opções para turistas que desejam viver a vindima e lança a ‘La Bella Vendemmia’, de 13 de janeiro a 24 de março

 

Há mais de 10 safras, a Abertura da Vindima no Vale dos Vinhedos é um momento proporcionado pelo Hotel Villa Michelon. Uma celebração que integra hóspedes e comunidade num roteiro que, tradicionalmente, une colheita e pisa das uvas, bênção e filó italiano.

A Abertura Oficial da Vindima no Vale dos Vinhedos já tem data marcada: acontecerá no dia 28 de janeiro – sábado, às 17h. Hóspedes do Villa Michelon, visitantes do Vale dos Vinhedos, autoridades e moradores locais poderão participar da solenidade que oficializa a abertura da colheita das uvas, que contará com bênção dos parreirais e vitivinicultores, visitas ao Memorial do Vinho e Casa do Filó, colheita e pisa das uvas pela Rainha e Princesas do Vale dos Vinhedos no Parreiral Modelo. A festa segue com o filó italiano com o melhor da culinária colonial. Coral típico da região e jogos tradicionais complementam a noite de celebração da época mais importante do ano para o Vale.

m4d_9846Atual corte do Vale dos Vinhedos realizando a pisa das uvas na Abertura da Vindima 2016. Rainha Rochelli Conzatti Pereira, junto as Princesas Graziela Feil e Júlia Barbieri Zorrer.Foto: Merlo Fotografia

 

Para engrandecer ainda mais a programação prevista para a Vindima no Vale dos Vinhedos, o Hotel Villa Michelon, anfitrião e realizador deste evento, inova ao oferecer mais 10 dias de uma experiência que revive a época da colheita dos imigrantes italianos. É a ‘La Bella Vendemmia’, com uma programação que inicia dia 13 de janeiro e se estende até 24 de março.

São 11 finais de semana para celebrar a estação mais festiva do ano no Vale dos Vinhedos. É somente durante o verão que o aroma da uva está presente em cada canto do Vale dos Vinhedos. Carregados, os vinhedos exibem uma aquarela de cores que deixam os vales cobertos por um tapete verdejante. Assim, a paisagem do roteiro conquista os visitantes pelos sentidos, que têm a oportunidade de ver, ouvir, cheirar, tocar e saborear o resultado de um ano inteiro de trabalho.

Para valorizar a experiência de estar no Vale dos Vinhedos durante a vindima, o Hotel Villa Michelon montou uma programação em pacotes especiais que incluem atrações variadas e únicas. Além da Abertura da Vindima do Vale dos Vinhedos, que ocorre no dia 28 de janeiro, sábado, também serão realizadas outras 10 festas, todas em sextas-feiras, a partir das 17h, abrindo os pacotes de finais de semana.

m4d_0151Soberanas do Vale dos Vinhedos interagindo com a comunidade no jogo da mora. O filó é um dos momentos mais divertidos da vindima. Foto: Merlo Fotografia

 

‘La Bella Vendemmia’ inicia com ares de happy hour, mas logo os hóspedes partem para uma visita guiada ao Memorial do Vinho e à Casa do Filó, atrativos do complexo turístico que preservam a história da vitivinicultura regional e, por consequência, dos imigrantes italianos. Depois da imersão cultural, é a vez de admirar o por do sol com a colheita e a tradicional pisa das uvas no Parreiral Modelo. A noite se complementa com uma Colazione, associando o típico cardápio colonial com elementos como o xixo e o mini hambúrguer, além do risoto como prato quente.

“Pensamos em chamar nossa grande festa de ‘La Bella Vendemmia’, que significa ‘A Bela Vindima’ em italiano. A cada safra temos uma surpresa, ela é resultado das condições climáticas do ano. Nossa certeza maior, no entanto, é a bela festa que o povo daqui do Vale dos Vinhedos sabe fazer. E isso torna o período da vindima ainda mais exuberante!”, declara o proprietário e diretor geral do Villa Michelon, Moysés Luiz Michelon.

Quem adquirir o pacote de duas diárias, além da taça e do chapéu de palha, leva um pendrive com fotos da celebração feitas pelo fotógrafo que acompanhará todos os eventos.

ABERTURA DA VINDIMA DO VALE DOS VINHEDOS

Dia 28 de janeiro, às 17h (sábado)
Público: hóspedes, turistas, autoridades e moradores do Vale dos Vinhedos
Programação: protocolo com bênção dos parreirais e vitivinicultores, visitas ao Memorial do Vinho e Casa do Filó, colheita e pisa das uvas, pela Rainha e Princesas do Vale dos Vinhedos, no Parreiral Modelo. A festa segue com o filó italiano, com culinária colonial. Coral típico da região e jogos tradicionais complementam a noite.

DATAS ‘LA BELLA VENDEMMIA’
Sempre às sextas-feiras, às 17h
Janeiro – Dias 13 e 20
Fevereiro – Dias 3, 10, 17 e 24
Março – Dias 3, 10, 17 e 24

Informações sobre o pacote `La Bella Vendemmia` e sobre a Abertura Oficial da Vindima no Vale dos Vinhedos podem ser obtidas no telefone 54.2102.1800 ou através do e-mail reservas@villamichelon.com.br

Novos sabores na mesa do Villa Michelon, no Vale dos Vinhedos

villa2Cardápio chega com porções mais fartas, valorizando elementos da cultura regional

No Vale dos Vinhedos, é o paladar que provoca as melhores experiências. Da boca à emoção, todos os sentidos entram em ação. O Hotel Villa Michelon, encravado no roteiro enoturístico mais charmoso do Brasil, coloca na mesa de seus hóspedes seu novo cardápio, resultado de um trabalho que alia sabor e fartura com pratos que valorizam a cultura do imigrante italiano e seus descendentes, os produtores locais. A viagem gastronômica pode ser vivenciada por hóspedes e também pelo público no Restaurante Bela Vista, que integra o complexo turístico do hotel.

Cada prato foi pensado em particular. “Queremos que nossos hóspedes vivenciem experiências sensoriais. Nosso cardápio é um convite ao prazer da boa mesa em refeições que complementam a experiência de estar hospedado no Villa Michelon”, destaca o proprietário e diretor geral do hotel, Moysés Luiz Michelon. Segundo ele, cada ingrediente tem relação com a cultura regional, regra que foi seguida à risca pela consultora e chef Janete Maria Canello, que contou com o envolvimento da equipe do hotel. Responsável pelo estudo e testes que resultaram num cardápio variado e rico em sabores, Janete priorizou o uso de produtos locais, criando pratos que de alguma forma lembram a colonização italiana. “Poder utilizar temperos e alguns verdes da salada, colhidos diariamente na horta do hotel, na preparação dos pratos é um grande diferencial”, ressalta Janete.

villa1

“Reformulamos todo cardápio. Diminuímos a quantidade de pratos, porém trabalhamos com porções mais fartas, proporcionando uma refeição completa”, assegura a chef. São 24 pratos, entre saladas, sopas e cremes, massas, pizzas, risotos, carnes, aves e sobremesas, além de três opções elaboradas especialmente para as crianças. O segredo de cada prato está no amor do preparo e no uso de ingredientes selecionados. Temperos e especiarias, por exemplo, vêm da horta e do herbário do hotel, cultivados para tornar cada refeição um momento único. Entre as sobremesas, o sagu com creme não perde seu posto, sendo sempre uma boa pedida entre os hóspedes.

Outro cuidado é o tempo médio de preparo de cada prato, que não ultrapassa os 30 minutos. O restaurante não cobra taxa de serviço.

Por que Bela Vista?
Na década de 1940, Antonio Michelon, pai de Moysés Michelon, assumiu o Hotel Bela Vista, no centro de Bento Gonçalves. O empreendedorismo dele esteve presente durante toda a trajetória do filho, inclusive na concepção do Villa Michelon. Ao finalizar o restaurante e ver que a paisagem do entorno era fantástica, o empresário não teve dúvida. O nome seria Restaurante Bela Vista.

Restaurante Bela Vista – Hotel Villa Michelon
Horário de funcionamento:
Café da manhã: 7h às 10h
Almoço: 12h às 14h30min
Jantar: 19h30min às 22h30min

Fotos: Eduardo Benini

Queijaria Valbrenta, onde “non si fabbrica, si fa”

ubirajara-cruzFoto de Ubirajara Cruz

Como dizem em Parma, “Valbrenta non si fabbrica, si fa”. No Vale dos Vinhedos esta filosofia é muito forte. Por aqui, não fabricamos. Elaboramos produtos com o carinho que a matéria prima e o consumidor final merecem, em processos quase caseiros, fugindo da linha de produção de grandes indústrias. Porque afinal de contas, foi assim que aprendemos com nossas nonas e nonos: a valorizar, ressaltar o que vem da terra e beneficiar com carinho.

Na Queijaria Valbrenta, única queijaria localizada no início da Estrada do Vinho, no Vale dos Vinhedos “si fa”. Com ingredientes de qualidade, respeitando as normas técnicas e sanitárias, mas também permitindo a ação dos microorganismos e condições locais, são elaborados 50 quilos de queijo por dia, no estilo mais apropriado ao local onde está instalada: respeitando o terroir.

O termo terroir está diretamente associado ao vinho. Segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), Terroir é

“o conceito que remete a um espaço no qual está se desenvolvendo um conhecimento coletivo das interações entre o ambiente físico e biológico e as práticas enológicas aplicadas, proporcionando características distintas aos produtos originários deste espaço.”

01

É mais ou menos por aí que o conceito da Valbrenta se encaixa. A preocupação no acompanhamento da matéria prima e as influencias do saber fazer e do ambiente em que se insere refletem diretamente no produto final, assim como acontece com o vinho do Vale dos Vinhedos. A variação climática, as mudanças na estação, a alimentação oferecida as vacas leiteiras e o trabalho realizado na queijaria proporcionam queijos diferenciados e artesanais que somente podem ser concebidos ali, naquele local.

A Valbrenta foi inaugurada no Vale dos Vinhedos no ano de 2003 pelas famílias Pissoli, Martin Bianco e Guerra sob a inspiração de Renzo Negri. Os quase 18 mil quilos de queijo/ano não são apenas a capacidade de elaboração. São uma escolha e questão de sobrevivência em meio a um mundo repleto dos mais variados tipos de queijos. Por isso a concepção da empresa, desde o início, gira em torno de fazer o melhor que se pode, em pequena quantidade, para um público especial.

queijaria-valbrentaFoto de Gilmar Gomes

Especial também são os queijos, que estão realmente longe de serem simples queijos tradicionais. Ao adentrar na casinha charmosa de madeira, réplica das primeiras casas de imigrantes, é possível encontrar uma variedade incrível e saborosa. Que tal um Queijo Itálico temperado com tomate seco, ou com orégano e pimenta? Ou ainda um Queijo Gouda com casca vermelha? O Queijo Tilsit tem a casca pintada com urucum e massa enriquecida com Alcarávia (Kümmel), que dá um charme incrível numa tábua de queijos. O Queijo Saint Paulin vem temperado com nozes e o Queijo Fundido vem com alho e salsa. A lista ainda inclui o Queijo Reggiano, massa pronta para fondue e doce de leite. Uma variedade incrível de possibilidades, cores e sabores.

A nossa dica preciosa é provar e adquirir no varejo da Valbrenta dois sabores especiais que vão te surpreende: primeiro o Queijo Morbier, super cremoso, possui uma faixa de carvão ativado de efeito decorativo em seu interior. Numa tábua de queijos pode substituir o Camembert ou o Brie e, além do sabor, fica lindo em termos de apresentação em uma noite queijos e vinhos.

E o queijo que é a cara do Vale dos Vinhedos, o Queijo Itálico ao Vinho, mais maturado que o Queijo Itálico da linha tradicional, é imerso em vinho tinto por uma semana no processo final de elaboração. O sabor e o aroma podem ser percebidos delicadamente durante a degustação. É lindo de se ver!

queijo-ao-vinho

A Queijaria Valbrenta fica localizada na Estrada do Vinho, no Vale dos Vinhedos. Não tem erro: ao percorrer a estrada principal do Vale por 2 km, você verá, do lado direito, uma simpática vaquinha malhada. Estacione e delicie-se, diariamente, das 10h às 17h30min. Ali, além dos queijos, você encontrará uma infinidade de produtos regionais deliciosos e atendentes que podem lhe auxiliar na escolha dos melhores produtos e na harmonização.

E claro, pra complementar a sua rota “queijos e vinhos”, o Vale dos Vinhedos tem um cardápio vasto de vinícolas que também podem lhe atender e ajudar na harmonização com seus queijos.

Saiba mais no www.queijariavalbrenta.com.br