Estão abertas as inscrições para a Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos

cropped-04.jpgAnúncio das escolhidas será no dia 24 de novembro, junto ao Despertar do Vale

O Vale dos Vinhedos é referência nacional em enoturismo, cultivo da uva e elaboração de vinhos. Berço de uma rica história relacionada a imigração italiana, sua tradição é reconhecida nacionalmente e buscada por mais de 400 mil visitantes anualmente, que se encantam com a receptividade e simpatia da nossa comunidade. E é desta mesma comunidade que saem 3 das principais representantes da cultura e história regional, as Soberanas do Vale dos Vinhedos, que tem a responsabilidade de representar o distrito, sua história e cultura perante a comunidade e visitantes.

Em 2018 o concurso de Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos acontecerá no dia 24 de novembro, e as inscrições das candidatas já estão oficialmente abertas. As moças que tiverem interesse em participar do certame já podem baixar o regulamento do evento, ficha de inscrição e termo de compromisso no blog do Vale dos Vinhedos. A documentação necessária para a inscrição deverá ser entregue de 13 de agosto a 09 de setembro, junto a sede da Aprovale, apoiadora do concurso.

Para participar e substituir as atuais Soberanas Rochelli Conzatti Pereira (Rainha), Graziela Feil e Júia Barbieri Zorrer (Princesas), alguns pré-requisitos são necessários. Ter entre 18 e 30 anos, ter ensino médio completo e morar no Vale dos Vinhedos a mais de dois anos são alguns deles. Ter comprometimento com a cultura e história do Vale dos Vinhedos claro, é fundamental diante do desafio de ser Soberana.

Após a inscrição das candidatas, a organização inicia um período de preparação, que envolverá palestras sobre a história do Vale dos Vinhedos, mini curso de degustação de vinhos, palestra sobre etiqueta, dicas de maquiagem e moda, além de visitas guiadas pelo roteiro de enoturismo, proporcionando a integração entre as embaixatrizes.

O evento oficial de Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos tem realização da Associação Comunitária do Vale dos Vinhedos e o evento oficial com desfile das candidatas e anúncio das escolhidas acontecerá como programação integrante do Despertar do Vale, organizado pela Aprovale, em 24 de novembro de 2018.

SERVIÇO

Inscrições para a Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos
Período de inscrição: de 13 de agosto a 09 de setembro de 2018
Local: sede da Aprovale – RS 444, km 14,85, Estrada do Vinho. De segunda a sexta, das 10h às 12h e das 13h às 17h. Para outros horários, contatar Lasie, no 54.99633.4622
Link para baixar o regulamento: www.valedosvinhedos.wordpress.com/soberanasdovale

Anúncios

Devorata Trufas apresenta novo produto turístico

Inauguração Fábrica de Chocolates Devorata - Valéria Loch (3).JPG
Momento em que Jurema e Mariana Milani inauguram o novo espaço. Foto: Valéria Loch

A Devorata Trufas Artesanais apresentou na quarta-feira, dia 25, seu novo produto turístico: a primeira produção boutique especializada em chocolates trufados aberta à visitação no Brasil. Autoridades, imprensa e convidados foram recepcionados pelas proprietárias Mariana e Jurema Milani.

Há 32 anos as trufas são produzidas por Jurema, que ao longo dos anos construiu e repaginou o empreendimento, hoje voltado aos moradores locais e turistas. O destaque é o trabalho 100% artesanal e manual, que nessa nova proposta lançada, poderá ser acompanhado de perto pelo visitante, em uma vivência única. O visitante poderá acompanhar o processo de elaboração das trufas de perto!

Durante a inauguração, a sócia proprietária, Mariana Milani relembrou a trajetória da Devorata e falou do novo produto com foco voltado para o turismo de experiência. “Nossa loja é mais que um estabelecimento que comercializa chocolates, temos uma experiência diferenciada para oferecer, além de degustar os 12 diferentes sabores elaborados, o visitante também poderá acompanhar o processo de produção, 100% artesanal”.

Devorata Trufas Artesanais - Naiára Martini (2)
Além da produção em Garibaldi, marca possui varejo no Vale dos Vinhedos. Foto: Naiára Martini

Para o prefeito de Garibaldi, Antonio Cettolin a Devorata é mais um empreendimento de sucesso que ao longo dos anos foi se fortalecendo e hoje tornou-se mais um motivo de orgulho. “Nosso município é próspero, e a coragem e determinação de seus empresários, tem trazido grandes resultados para o garibaldense e o turismo. A Devorata é mais uma prova disso, estamos muito orgulhosos e temos a certeza que terão ainda mais sucesso com o novo produto”, enfatizou Cettolin.

O novo espaço fica na Av. Independência, 842. O atendimento acontece de segunda-feira à sábado, das 9h às 17h e aos domingos, das 10h às 16h. A Devorata Trufas Artesanais conta, ainda, com uma loja no Vale dos Vinhedos, localizada na Rodovia ERS-444 / km 16.0001 ao lado do Vallontano Risoteria e Café. Neste espaço é possível conhecer a história da marca, degustar o chocolate e adquirir trufas dos diversos sabores elaborados.

Um dia de poda na Vinhos Larentis

larentis.jpgAtividade que visa apresentar aos participantes o processo de poda dos vinhedos, faz parte da programação especial de inverno no Vale dos Vinhedos.

O inverno no Vale dos Vinhedos é importante não somente em termos de turismo, mas também no processo do cultivo da uva. É nesse período que as videiras adormecem para recuperar as energias no repouso vegetativo, quando também é realizada a poda de inverno, processo que contribui para o controle da produtividade e consequente qualidade no brotar das uvas.

Para proporcionar conhecimento aos enófilos, a Vinhos Larentis oferecerá em agosto, uma programação especial referente a este tema, nos vinhedos da vinícolas. Na recepção será ministrada palestra de 30 minutos que tratará do segredo da poda na qualidade dos vinhos, trazendo informações e curiosidades a respeito da produção vitivinícola. Em seguida serão fornecidas instruções para a atividade e, posteriormente, acontece a poda, que será praticada pelos inscritos na programação. Nesse momento os visitantes pegam a tesoura para a prática que se repete todos os anos, durante cerca de um mês. O encontro é encerrado com uma visitação e degustação técnica de vinhos e espumantes Larentis.

De acordo com André Larentis, enólogo da vinícola, a melhoria da qualidade da uva e, consequentemente, dos vinhos e espumantes depende profundamente da poda. “O programa abre as portas para que os visitantes explorem essa atividade pouco conhecida, o que também aproxima os apreciadores de vinho do processo de produção das uvas e elaboração dos vinhos”, ressalta.

SERVIÇO
Quando: 11 de agosto de 2018
Horário: 14h
Valor: R$ 50,00 por pessoa
Inclui: Poda, visitação e degustação técnica
Informações e reservas: 54 3453-6469 | larentis@larentis.com.br
Vagas limitadas.

Untitled design (1)

As taças vão brindar em Bento

TacaCapital Brasileira do Vinho sedia 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho

O vinho é um produto cultural, cheio de histórias e carregado de valores que estão muito além da taça. Seu universo nasce na terra, se transforma e evolui com a mão do homem, e com ele encontra o prazer a cada gole. Tirar a rolha, encher a taça, brindar e dar o primeiro gole, é um ritual milenar que continua aproximando as pessoas, fazendo amigos. É justamente esta a proposta do 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho, que acontece dia 28 de julho, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, numa promoção do Bento Convention Bureau (BCB). O evento é aberto ao público interessado em vinhos.

Um assemblage de atrações formam a programação que contempla conhecimento, degustação e confraternização. Na parte da tarde, palestras técnicas vão integrar turismo e gastronomia em torno do mundo do vinho. Essa tríplice inseparável forma o tripé desta primeira edição que tem o objetivo de promover o vinho brasileiro, sua gente e o universo que o contempla. “É impossível falar de vinho sem falar de Enoturismo e Enogastronomia. Foi assim que pensamos o evento, harmonizando temas intimamente ligados, capazes de expressar a relação do vinho com seus produtores e apreciadores”, destaca a presidente do BCB, Sabrina Cardoso.

A programação inicia às 16h30min, na Fundação Casa das Artes. “Vinho brasileiro: Expressão e Diversidade” será um dos temas do encontro. A palestra será conduzida pelo escritor e estudioso no assunto, Rogério Dardeau. Autor de quatro livros sobre vinhos, Dardeau também é orientador de degustações e professor da disciplina ‘Vinhos Brasileiros’ no curso de extensão ‘O Negócio do Vinho’, da Universidade Fundação Getúlio Vargas, do Rio de Janeiro. É membro da Fédération Internacional des Journalistes et Écrivains des Vins et Spiritueux (FIJEV), com sede em Paris. Dardeau vai passear pela diversidade brasileira de terroirs, mostrando a pluralidade da expressão nacional em torno do vinho.

Depois do vinho, será a vez do chef Thiago Castanho temperar o encontro com uma palestra focada em gastronomia no mundo do vinho. Apresentador do reality Cozinheiros em Ação, da GNT, é titular do premiado Remanso do Bosque, em Belém, que junto com o Remanso do Peixe, foi eleito três vezes chef do ano pela edição Veja Comer & Beber Belém. Paraense, é inspirado na culinária tradicional amazônica e sua especialidade são os peixes assados na brasa. Hoje, é considerado um dos chefs mais inovadores do Brasil. Ao final, o Dardeau e Castanho participarão de um bate papo mediado pela mestre em Turismo e presidente da Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur), Ivane Fávero, e pelo chef Rodrigo Bellora, líder do movimento Slow Food Primeira Colônia Italiana.

Depois da troca de informações, o momento será de congraçamento. A partir das 19h30min, acontece no Centro Empresarial de Bento Gonçalves, o Encontro das Taças, quando confrades e confreiras, juntamente com demais apreciadores da bebida, confraternizarão numa festa de sons, cores, aromas e sabores. Na ocasião, será possível degustar vinhos e espumantes de diferentes regiões produtoras num jantar com ilhas gourmet. Num dos espaços coordenados pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos – Aprovale, os presentes poderão conhecer mais sobre os vinhos do Vale dos Vinhedos, uma das regiões produtoras mais famosas do mundo. O repertório de músicas brasileiras estará a cargo da banda Farina Brother’s.

O evento tem a realização do Bento Convention Bureau, apoio da Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves, do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC/BG), Instituto Brasileiro do Vinho – IBRAVIN e Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Estado do Rio Grande do Sul, Tuttovino e Valle Azul. A agência oficial é a Giordani Turismo e a organização é da Moura Comunicação & Eventos. São patrocinadores o Boulevard Convention, CDL, Wine South America e SEGH.

Como participar
As inscrições para o 1º Encontro Nacional de Confrarias do Vinho estão abertas. Interessados devem acessar o link https://confrariasvinho.eventize.com.br/. O valor por participante é de R$ 240 mais taxa de comodidade, contemplando toda programação do evento.

PROGRAMAÇÃO
16h30min – Local 1: Fundação Casa das Artes
Palestra 1 – Vinho Brasileiro: Expressão e Diversidade (Rogério Dardeau)
Palestra 2 – Gastronomia no mundo do vinho (Thiago Castanho)
Encerramento: Bate papo com os palestrantes, mediado por Ivane Fávero e Rodrigo Bellora

19h30min – Local 2: Centro Empresarial Bento Gonçalves
Festa O Encontro das Taças (Degustação de vinhos e espumantes e jantar com ilhas gourmet)
Atração: Banda Farina Brother’s

Inscrições: https://confrariasvinho.eventize.com.br/
Informações atendimento@mouracom.com.br ou (54)3055-4145

Foto: Gabriel Pertile Casagrande

Dom Cândido inova e cria a “Experiência do Vinho”

Banner Site_13 (2)Programa visa imersão na arte de elaboração do vinho em 3 encontros presenciais

A Vinícola Dom Cândido, localizada no Vale dos Vinhedos está preparando uma programação especial para os apreciadores da arte da degustação de bons vinhos. Os enófilos de plantão são convidados a participarem de uma experiência única e completa, que envolve desde os tratos com as videiras, através das podas necessárias, até a colheita e elaboração do vinho. Tudo isso, em uma paisagem de tirar o fôlego: o Vale dos Vinhedos.

Em meio aos parreirais centenários da vinícola, os participantes poderão conhecer a riqueza da história da vinícola, enquanto participam de todas as etapas do processo de elaboração de dos produtos na prática, seguindo as tradições que são mantidas desde os antepassados de Cândido Valduga.

Com o intuito de envolver o participante no processo de elaboração do vinho, serão realizados 3 encontros presenciais nas dependências da vinícola. A programação completa é limitado a um seleto grupo de no máximo 20 participantes, propiciando assim o envolvimento do grupo em todo o processo, que será acompanhado pela equipe técnica da Dom Cândido.

A “Experiência do Vinho” terá início em agosto, terá um segundo encontro em novembro, e culminará com a colheita em fevereiro. Confira abaixo a programação detalhada:

O 1º Encontro: Poda Vinífera Seca
Data: 04 de agosto 2018
Horário: início 09h30min, com previsão de término 14h15min.
Programação: Boas Vindas e recepção dos participantes. Ida de trator até os parreirais, onde acontecerá a poda de inverno dos galhos secos e identificação das videiras de cada participante. No retorno à vinícola, curso de degustação e aromas, com duração de 2 horas.
Após será ofertado almoço no Restaurante Videiras 1535 (rodízio italiano) Cardápio: Entrada: polenta brustolada, salame, queijo colonial, sopa de capeletti, pão, parmesão e ilha de saladas.
Risotos: risoto gaúcho, risoto de vinho, risoto aos quatro queijos, risoto de gorgonzola com alho poró. Massas: macarrão buona chiamata, trotei ao molho de tomate seco, espaguete com salvia na manteiga, espaguete a carbonara. Grelhados: costela uruguaia, entrecot, filé mignon, picanha, picanha de cordeiro, linguicinha de frango.

2º Encontro: Poda Verde
Data: 10 de novembro 2018
Horário: início 16h com previsão de término 18h, seguido de jantar que ocorre às 20h.
Programação: Boas Vindas e recepção dos participantes, seguido de café colonial no Restaurante Videiras 1535. Cardápio: Cucas, bolos, pães, salame italiano, queijo colonial, frutas de época, café, café com leite, iogurte, suco natural. Após, ida de trator até os parreirais, onde ocorrerá a localização das videiras por cada participante para realização da poda dos galhos verdes. Retorno à vinícola, onde será realizado curso de amadurecimento do vinho.
Após será realizado Jantar Harmonizado no Restaurante Videiras 1535. Cardápio: Entrada: tábua de frios. Mix de folhas verdes com crountons. Prato principal: risoto de gorgonzola com alho poró, entrecot grelhado com ervas finas, penne buona chiamata e filé mignon grelhado.
Sobremesa: pudim de leite. Todos os pratos serão harmonizados com vinhos Dom Cândido.

3º Encontro: Vindima
Data: 16 de fevereiro 2019
Horário: início 09h com previsão de término 14h15min.
Programação: Boas Vindas aos participantes. Ida de trator até os parreirais, onde será realizado o Merendim (lanche típico italiano realizado em meio as videiras). Em seguida ocorre a colheita da uva. No retorno à vinícola, os participantes realizam a pisa de uvas e conhecem o processo de vinificação e fermentação.
Para encerrar, participam de almoço no Restaurante Videiras 1535. Cardápio: Entrada: polenta brustolada, salame, queijo colonial, sopa de capeletti, pão, parmesão e ilha
de saladas. Risotos: risoto gaúcho, risoto de vinho, risoto aos quatro queijos, risoto de gorgonzola com alho poró. Massas: macarrão buona chiamata, trotei ao molho de tomate seco, espaguete com salvia na manteiga, espaguete a carbonara. Grelhados: costela uruguaia, entrecot, filé mignon, picanha, picanha de cordeiro, linguicinha de frango.

Para finalizar a experiência, cada participante poderá levar na bagagem, além das melhores recordações, 24 garrafas de vinho da variedade Merlot com rótulo personalizado.

Investimento para participação em toda a programação:
– Pacote para os 3 encontros R$ 3.500,00 por pessoa, que inclui toda a programação descrita
acima, bem como almoço e bebidas.
Pagamento em 3x no cartão de crédito ou depósito em conta, com vencimentos em 03/06,
03/07 e 03/08.
Hospedagem e traslado: por conta de cada participante. Consulte no site http://bento.tur.br/ a
relação completa de opções de hotéis e pousadas da cidade.

Observações:
OBSERVAÇÃO 1: valores e regras para crianças e adolescentes, consultar a vinícola.
OSERVAÇÃO 2: todas as ferramentas e equipamentos necessários para a realização de cada etapa, tais como tesoura de poda, chapéu e repelente, serão fornecidos pela Dom
Cândido.
OBSERVAÇÃO 3: caso o participante não possa levar as 4 caixas de vinho junto consigo, a vinícola providenciará a entrega destes via transporte terrestre, dentro do território nacional, com frete pago até o destino informado.

Para saber mais e reservar a sua vaga nessa experiência, entre em contato com a Dom Cândido através do 54.2521.3500 ou televendas@domcandido.com.br

Untitled design (1)

Mesa Redonda sobre a Zona Franca da Uva e do Vinho acontece no Vale dos Vinhedos nesta sexta-feira

jOÃO dERLY.jpgIniciativa do projeto é do deputado federal João Derly com apoio da Aprovale

O projeto de lei (9045/2017) que cria a Zona Franca da Uva e do Vinho vem sendo debatida em Brasília, no trâmite das comissões da Câmara dos Deputados, mas também nas 23 cidades que serão contempladas com a iniciativa. Nesta sexta-feira (6), Bento Gonçalves completa a série de Mesas Redondas sobre o tema. O evento é promovido pelo deputado federal João Derly (REDE-RS), autor do projeto, e pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia. Estarão presentes representantes dos municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Nova Roma do Sul, Santa Teresa, Veranópolis, Salvador do Sul, Antônio Prado, Caxias do Sul, Guaporé, Nova Prata, Coronel Pilar e Cotiporã.

A intenção do projeto é desenvolver a vitivinicultura local e o enoturismo na região. Para tanto, ele pretende enfrentar o problema da elevada tributação que sobrecarrega a cadeia vitivinícola e que gera uma concorrência desleal, principalmente com produtos de fora do Brasil.

João Derly acredita que essa é a hora de incentivar a geração de empregos e a Serra Gaúcha destaca-se internacionalmente no turismo. “Enfrentamos uma grave crise de desemprego que atinge quase 14 milhões de brasileiros. O turismo na região é uma tradição e um grande gerador de empregos e atrativo para investimentos externos. Reduzindo o alto custo dos impostos, a consequência seria o aumento da produção que levaria à queda dos preços e à geração de vagas de emprego. Com isso garantimos desenvolvimento de diversos setores da cadeia”, argumenta o parlamentar.

O projeto de lei sugere a criação de uma zona franca semelhante a já existente em Manaus. O regime tributário especial, explica Derly, seria restrito às atividades da cadeia vitivinícola do Vale da Uva e do Vinho. Foram convidados para discutir o projeto, que será mediado por João Derly, entre outras autoridades, Deborah Villas-Bôas, diretora de infraestrutura da Aprovale (Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos) e do vereador de Bento Gonçalves, Eduardo Viríssimo, além dos prefeitos e representantes de diversas cidades da região.

As 23 cidades contempladas pelo projeto são Bento Gonçalves, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Antônio Prado, Boa Vista do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Coronel Pilar, Cotiporã, Farroupilha, Flores da Cunha, Guaporé, Ipê, Nova Pádua, Nova Prata, Nova Roma do Sul, Pinto Bandeira, Salvador do Sul, Santa Tereza, São Marcos, Sao Valentim do Sul, Veranopólis e Vila Flores.

A Mesa Redonda acontecerá no Hotel e SPA do Vinho (rodovia RS 444 – KM 21 – Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves) a partir das 9h. Na semana que passou Farroupilha recebeu o evento que reuniu prefeitos, entidades e autoridades de sete municípios.

Fonte: Assessoria de comunicação de João Derly

Estratégia, identidade e união como receita de sucesso para o turismo do vinho

Congresso Latino-Americano de Enoturismo _ Crédito Roberto Furtado, IbravinApós sucesso no Vale dos Vinhedos, próximas edições do Congresso de Enoturismo serão intercaladas entre América Latina e Europa para promover troca de informações entre os principais roteiros mundiais de turismo do vinho. Foto: Roberto Furtado/Ibravin

A programação de palestras do 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo encerrou na tarde desta sexta-feira (29), no Vale dos Vinhedos, comprovando a importância de uma governança e do fortalecimento da identidade regional, assim como da diferenciação dos atrativos de forma a complementar a oferta turística aos visitantes. Esses pontos permearam a maioria das apresentações realizadas no evento, que reuniu 220 congressistas argentinos, uruguaios e brasileiros de oito estados e do Distrito Federal.

Representantes de instituições, associações, universidades e empreendimentos dos países de Portugal, Estados Unidos, Argentina, Brasil, Chile e Uruguai apresentaram estratégias, tendências e oportunidades da atividade com casos bem-sucedidos no turismo mundial, como as regiões dos vales de Napa e Sonoma, Mendoza e dos diferentes roteiros do Uruguai, Portugal e Chile. Em contrapartida, o Brasil foi representado por apresentações de cases da Serra, dentre eles o Vale dos Vinhedos, da Campanha Gaúcha, além da divulgação de dados de mercado e das iniciativas de articulação política do setor.

Naiára Martini (4)
Foto: Naiára Martini/Aprovale

Em apresentação realizada no dia de abertura do evento, Deborah Villas-Bôas Dadalt, Diretora de Infraestrutura da Aprovale, destacou o histórico do enoturismo no Vale dos Vinhedos, rota referência na atividade no Brasil. Enfatizou a importância do trabalho em conjunto e o crescimento que esta mobilização trouxe ao longo dos 23 anos de existência da Aprovale. Ao final de sua apresentação, reforçou a importância que o reconhecimento com Indicação Geográfica trouxe para a região, e os próximos passos abraçados pela entidade: infraestrutura, Ciclovia Vale dos Vinhedos e Zona Franca da Uva e do Vinho.

O encontro, que iniciou no último dia 27, foi encerrado com um debate sobre as políticas e os projetos de desenvolvimento do turismo do vinho no Brasil. O diretor de Relações Institucionais do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Carlos Paviani, destacou alguns pontos que considera fundamentais para o fortalecimento da atividade no país. Entre eles, a mudança do Decreto 27048/49 para que seja regulamentado, mediante acordo entre as partes, o trabalho aos domingos. Outro item apontado pelo dirigente como estratégico é a criação de uma Rede Brasileira das Cidades do Vinho, tendo como exemplo a organização que já ocorre na Europa com a Rede Europeia das Cidades do Vinho (Recevin). Paviani também citou a necessidade de implantação de uma certificação das vinícolas para o enoturismo, o fortalecimento e a institucionalização da Associação Internacional do Enoturismo (Aenotur), e a busca por financiamentos para investimentos na estrutura turística dos empreendimentos, com taxas e prazos longos coerentes com o tempo de retorno. “Pois o ganho, além de econômico, é também social na medida que gera empregos e distribui riqueza”, assinala.

Segundo o diretor de turismo do Governo do Rio Grande do Sul, Abdon Barreto Filho, o Estado possui 371 municípios localizados em 180 roteiros, em 27 regiões turísticas. “Constatamos que entre as atividades com maior potencial para alavancarmos está o enoturismo na primeira colocação, seguido pelo turismo rural e depois o de negócios”, apresentou o diretor, informando ainda que a atividade representa 4% do PIB gaúcho.

O deputado federal Afonso Hamm, que coordena a Frente Parlamentar de Defesa e Valorização da Produção Nacional de Uvas, Vinhos, Espumantes e Derivados, elencou os temas que estão sendo defendidos no Congresso Nacional pelo grupo. Entre eles, está a redução da carga tributária e a atualização da Lei do Vinho, além da modernização da Lei Geral do Turismo, com a inclusão de políticas voltadas ao enoturismo. O deputado também defende que a fórmula para a evolução da atividade no país está na parceria efetiva e organizada. “Nosso trabalho associado com instituições dá para potencializar os resultados. O setor vitivinícola representa 5,6% do PIB agrícola do Estado, imagina com o crescimento do enoturismo”, pontuou Hamm.

Ao final, Ivane Fávero, presidente da Aenotur, anunciou que o Congresso Latino-Americano de Enoturismo se revezará com o evento europeu, com realização nos anos pares na América e, nos ímpares, na Europa, mas sempre de forma integrada. As próximas edições latinas serão realizadas no Chile (2020), no Uruguai (2022) e, novamente no Brasil (2024), com apresentação do pedido de Vila Flores para sediar os debates. Fechando a programação Ivane deixou um conselho aos presentes: “Trabalhar com enoturismo é vender experiências territoriais. Mas deixo uma dica, escolham serem felizes, porque o enoturismo é o exercício da felicidade”.

Naiára Martini (14)
Foto: Naiára Martini/Aprovale

O Congresso também contou com visitas técnicas. Uma delas, no dia 28, realizada no Vale dos Vinhedos. O presidente da Aprovale recebeu o grupo para uma visita técnica em sua vinícola, a Almaúnica.

O 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo é uma realização da Aenotur, do Ibravin e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, com o patrocínio do Spa do Vinho Autograph Collection Hotel e apoio institucional do Sebrae, Vale das Vinhas e Bento Convention Bureau.

Fonte das informações: Assessoria de comunicação do Ibravin.