Vale dos Vinhedos brinda a Vindima 2019

Uvas viníferas chardonnay já estão sendo colhidas no Vale dos Vinhedos, e apresentam grande qualidade. Foto: Gilmar Gomes.

Em tempos em que os grandes vinhos da safra 2018 são amplamente elogiados, o Vale dos Vinhedos entra em mais uma Vindima, época de colheita da uva. No embalo das grandes recompensas proporcionadas pelo resultado da Vindima anterior, que entrou para a história devido a qualidade, 2019 nos enche de expectativas.

A Abertura oficial da Vindima no Vale dos Vinhedos acontecerá em 25 de janeiro, junto ao Hotel Villa Michelon e é dedicada a convidados e autoridades. Neste dia a nova corte de Soberanas do Vale dos Vinhedos realizará a colheita e pisa das uvas junto aos convidados, comunidade, ao presidente da Aprovale, Márcio Brandelli e a anfitriã do evento, Elaine Michelon, abrindo oficialmente os festejos de colheita por aqui. Mas a programação oficial da Vindima Vale dos Vinhedos 2019 já está em andamento.

Programação especial para curtir a Vindima

Enquanto agricultores, comunidade, enólogos e suas equipes trabalham incansavelmente para garantir a qualidade das uvas colhidas e consequentemente dos vinhos que futuramente serão elaborados, dividimos as emoções e festejos desta época com visitantes provenientes das mais diversas localidades. O objetivo? Curtir as atrações variadas ofertadas pelos empreendimentos localizados no Vale dos Vinhedos e viver uma imersão no mundo do vinho.

Vinícolas, hotéis e agências de receptivos oferecem experiências que buscam resgatar as tradições de colheita e pisa das uvas, a atividade mais buscada pelos visitantes nesta época. Nas atividades, colher as uvas, participar da pisa rememorando as tradições antigas e participar de filós ou jantares harmonizados são o grande atrativo.

Esta época também é muito convidativa quanto às atividades ao ar livre: piqueniques são atividades muito procuradas, afinal em poucos lugares no mundo é possível fazer uma refeição em meio a videiras carregadas de uva como no Vale dos Vinhedos.

E para quem busca conhecimento, os cursos e harmonizações são ótimas opções. Durante a Vindima o diferencial é que o visitante poder ver a colheita, parte importante do processo de elaboração dos vinhos, que não pode ser acompanhado em outras épocas do ano.

As programações especiais de Vindima já estão em andamento e seguem até o dia 18 de março. Podem ser acessadas no site http://www.valedosvinhedos.wordpress.com/vindima2019

Expectativas para a safra 2019

Segundo o enólogo, diretor técnico da Aprovale e presidente do Conselho Regulador da Indicação Geográfica Vale dos Vinhedos, Daniel de Paris, as expectativas para a safra 2019 são muito boas. “Ainda é cedo para termos certeza sobre o resultado da safra, mas a expectativa é de grandes resultados, como em 2018. A chardonnay que será utilizada para base de espumantes já está sendo colhida e está com excelente qualidade. As variedades tintas serão colhidas com cerca de vinte dias de atraso, devido a 2018 ter tido mais dias frios do que anos anteriores. Mas este atraso não prejudica a safra, muito pelo contrário, pode ser um fator contribuinte na qualidade das uvas, pois passaremos do período de chuvas. No geral, a tendência é termos uma excelente safra em 2019.”

Em termos de turismo, o Vale dos Vinhedos espera receber durante a Vindima aproximadamente 80 mil visitantes. Os estados do RS, SP, RJ, SC, PR e MG são os grandes emissores de turistas. Nesta época do ano percebe-se também o aumento do movimento de moradores de cidades litorâneas, que saem das praias em busca da tranquilidade oferecida pela Serra Gaúcha neste período.

Anúncios

Vinhos servidos na posse da Presidência são do Vale dos Vinhedos



O Vale dos Vinhedos, rota de enoturismo pioneira no Brasil, destaque pela qualidade e tradição na elaboração dos vinhos, levou o nome da Serra Gaúcha para o centro no país, mais precisamente para o evento de posse do Presidente da República, realizado no dia 01 de janeiro.

Para a recepção de autoridades e convidados no Palácio do Itamaraty, foram escolhidos dois rótulos do Vale dos Vinhedos: Casa Valduga Espumante 130 Brut e Fausto Pizzato Verve Gran Reserva, de acordo com Roberto Hirth responsável pelo catering do evento.

Uma das grandes bandeiras levantadas pela região é a necessidade de diminuição na carga tributária dos vinhos brasileiros e a valorização do produto nacional, movimento que acontece na região há alguns anos e que continuará sendo defendida perante a nova administração. Ter vinhos nacionais em eventos oficiais do governo é o sinal de que o produto efetivamente ganhou a atenção dos chefes de estado, um primeiro e importante passo para embasar as solicitações regionais.

Villa Michelon abre suas portas para o público na edição 2019 de La Bella Vendemmia

Atrativo, antes voltado somente a hóspedes, agora pode ser adquirido separadamente.
Foto: Rita Michelin.

Uma experiência de contato com a cultura do vinho e, sobretudo, valorização da herança deixada pelos primeiros imigrantes italianos. Assim é a La Bella Vendemmia, evento promovido pelo Hotel Villa Michelon há três anos, que valoriza a cultura do vinho. São nove finais de semana com uma programação intensa onde os presentes imergem na história da vitivinicultura no Rio Grande do Sul e no Brasil, além da esperada experiência de contato com a uva através da colheita e da pisa. Este ano, as edições serão abertas ao público mediante reserva de ingressos antecipadamente.

Segundo a diretora geral do Villa Michelon, Elaine Michelon, a medida visa proporcionar a experiência a um público mais amplo. “Na vindima de 2018 presenciamos diversos momentos comoventes, de pessoas que estavam aqui revivendo até mesmo suas histórias de vida. Tivemos crianças acostumadas a centros urbanos desfrutando da natureza e até mesmo reencontros de famílias. Queremos que este ano o Villa Michelon seja um palco ainda mais amplo para essas sensações e por isso abrimos algumas vagas limitadas para o público em geral. A minha dica é que as reservas sejam feitas com antecedência. Não queremos ninguém fora dessa!”, aconselha. A estrutura da festa será a mesma, com algumas alterações no cardápio e no horário. Em virtude das altas temperaturas da estação, La Bella Vendemmia inicia às 18h às sextas-feiras, dias 11/01; 18/01; 01/02; 08/02 e 15/02. Nos dias 22/02; 01/03 e 08/03, o horário se mantém às 17h, a exemplo dos anos anteriores.

Os ingressos vão de R$ 60 para crianças menores de seis anos; R$ 140 para crianças de seis a 12 anos e R$ 210 para adultos. No valor, está incluso o filó italiano com comida, vinho da casa, água e suco à vontade, um avental, um boné e uma taça personalizados do evento e, é claro, toda a programação.

Foto: Rita Michelin

ABERTURA OFICIAL DA VINDIMA

Anfitrião da festa mais tradicional do Vale dos Vinhedos há mais de uma década, o Villa Michelon mantém o hábito e recebe autoridades, imprensa, comunidade e hóspedes a partir das 17h do dia 25 de janeiro de 2019, para celebrar a Abertura Oficial da Vindima, um espetáculo de gastronomia, costumes e religiosidade. Nessa ocasião, a solenidade não será aberta ao público.

LA BELLA VENDEMMIA 2019
Às sextas-feiras, de 11 de janeiro/19 até 08 de março/19
18h de 11 de janeiro/19 até 15 de fevereiro/19
17h no dia 25 de janeiro/19 (Abertura da Vindima) e de 22 de fevereiro até 08 de março/19

PROGRAMAÇÃO:

  • Recepção na Casa do Filó;
  • Visita Guiada ao Parreiral Modelo;
  • Colheita simbólica e orientada;
  • Pisa de Uvas na tina;
  • Filó com Coral Italiano Vicentino e música tradicionalista com a dupla Natália e Emanuel.

CARDÁPIO:
– Vinhos M. Luiz Michelon em Bag (Chardonnay, Merlot ou Cabernet Sauvignon);
– Suco de uva;
– Água mineral com e sem gás;
– Tábuas de queijo colonial, salame e copas fatiados;
– Pão Colonial e Pão Recheado;
– Cucas diversas;
– Conservas (pepino, azeitonas e ovos de codorna);
– Risoto Italiano;
– Macarrão à bolonhesa;
– Polenta na chapa com e sem queijo;
– Linguiça suína na chapa (servida no pão);
– Uvas geladas;
– Sagu e creme de confeiteiro.

RESERVAS:
WhatsApp: (54) 98112.5443
Fone: 0800.703.3800
E-mail: reservas@villamichelon.com.br
Estamos localizados na RS 444 – Km 18,9 – Estrada do Vinho – Vale dos Vinhedos
Bento Gonçalves – RS – Brasil
Fotos: Rita Michelin

21 amostras são aprovadas na temporada 2018 da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos

21 amostras são aprovadas na temporada 2018 da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos

Selo da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos pode ser identificado no rótulo dos produtos. Créditos: Tatiana Cavagnolli / Ibravin

100% de aprovação. Este foi o resultado das avaliações para a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos safra 2018, realizadas nos dias 06 e 07 de dezembro, na Embrapa Uva e Vinho. As amostras são provenientes de 9 vinícolas associadas a Aprovale, gestora da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos: Pizzato Vinhas e Vinhos, Peculiare Vinhos Únicos, Terragnolo Vinhos Finos, Casa Valduga, Vinícola Dom Cândido, Vinhos Larentis, Vinícola Almaúnica, Miolo Wine Group e Vinhos Don Laurindo.

2018 entra para a história devido a unanimidade nas aprovações. Pela primeira vez todas as amostras foram aprovadas por todos os avaliadores. Segundo Daniel de Paris, Presidente do Conselho Regulador da Indicação Geográfica Vale dos Vinhedos e Diretor Técnico da Aprovale, a quantidade de amostras inscritas e aprovadas é resultado da evolução qualitativa do processo de elaboração, e da qualidade da uva colhida durante a Vindima 2018. “Os vinhos da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos 2018 tiveram um resultado fantástico em avaliação sensorial. Pela primeira vez na história da D.O.V.V. tivemos 100% das amostras aprovadas por unanimidade. O Vale dos Vinhedos, as vinícolas e seus enólogos estão de parabéns por este resultado fantástico. É um ano histórico para o Vale dos Vinhedos, e o resultado reflete na taça: teremos produtos de excelente qualidade em breve no mercado.”

Desde 2012, ano em que o INPI reconheceu a D.O. Vale dos Vinhedos, o processo vem se consolidando e assegurando ao consumidor que os vinhos que carregam o selo de identificação são únicos. Além do mais, a D.O.V.V. garante que os vinhos são elaborados na área delimitada, tem a origem das uvas comprovada, bem como acompanhamento referente ao método de elaboração e qualidade dos produtos. São vinhos tintos, brancos e espumantes que fazem parte de uma seleta carta de vinhos que refletem a cultura, história e características do terroir do Vale dos Vinhedos, único no mundo.

Avaliação sensorial realizada no dia 06 de dezembro na Embrapa Uva e Vinho. Créditos: Márcio Brandelli / Aprovale

Como funciona o processo?

O primeiro passo do processo refere-se ao envio do Formulário de Declaração de Safra juntamente com as atualizações das informações cadastrais das vinícolas solicitantes.

Conforme especificado em Regulamento de Uso, para solicitar a D.O.V.V. as vinícolas devem comprovar através desta documentação a procedência da uva utilizada, que deve ser totalmente da região demarcada para a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos.

São colhidas amostras dos vinhos inscritos diretamente nas vinícolas solicitantes: sete garrafas por amostra são coletadas pelo Consultor Técnico da Aprovale, para facilitar as operações dos diferentes laboratórios envolvidos: da Embrapa Uva e Vinho e do Laboratório de Excelência do Estado (LAREN). Estas amostras são armazenadas em garrafas específicas para o processo, identificadas por códigos conhecidos somente pelo consultor que as coletou.

Após a coleta, as amostras são encaminhadas para análise sensorial. Aspectos organolépticos qualitativos e quantitativos serão avaliados por um comitê de degustação qualificado, composto por enólogos indicados por associados da Aprovale, um enólogo da Associação Brasileira de Enologia e 3 técnicos indicados pela Embrapa Uva e Vinho. Aspectos visuais, olfativos, gustativos e tipicidade varietal são avaliados às cegas pelos participantes, que apresentam seu parecer individual.

A Denominação de Origem Vale dos Vinhedos

Desde 2012 os vinhos do Vale dos Vinhedos apresentam aos consumidores o selo oficial da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, outorgado pelo INPI. Mas desde muito tempo as características do terroir e o saber fazer do Vale dos Vinhedos atribuem ao vinho características inigualáveis, que apresentam aos apreciadores desta bebida milenar o sabor desta região.

Para fazer parte da seleta lista de vinhos com Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, normas estipuladas pelo Regulamento de Uso da D.O.V.V. precisam ser atendidas. Dentre elas estão: as variedades e cortes permitidos, o cultivo e a origem da uva, a forma de elaboração do produto e principalmente a qualidade deste na taça.

Coral do Vale dos Vinhedos lança seu 3º CD

Material foi apresentado à comunidade em evento ocorrido no sábado, 24. Foto: Vagão Filmes.

Durante quase 12 meses de trabalho, os integrantes do Coral Vale dos Vinhedos, sob a regência do maestro Geraldo Farina, realizaram inúmeros para celebrar a imigração italiana na missão de gravar o terceiro trabalho em estúdio. A missão de preservar e transmitir a história dos primeiros imigrantes italianos através de cantos foi cumprida de maneira primorosa, como se pôde ver no resultado apresentado em uma celebração entre amigos no sábado, 24, no Salão da Comunidade 40 da Leopoldina.

Com três corais convidados – Coral do Hospital Tacchini; Famiglia Trentini, de Santo Antão e Coral dos Professores do 12º CPERS de Bento Gonçalves, o lançamento do CD foi festejado e admirado. “São doze faixas, onde buscamos trazer temas ligados à imigração, desde as dificuldades, a despedida da Itália, a viagem em si, as expectativas de todos os imigrantes, a chegada no Brasil. Nossa escolha foi toda baseada na história da imigração, incluindo a faixa ‘Gauchinha Bem-Querer’, única cantada em português, como agradecimento ao estado que nos recepcionou”, declarou o presidente do Coral, Florindo Portaluppi.

O CD, que foi gravado no estúdio Plus, de Carlos Barbosa, contou com regência do maestro Geraldo Farina, que se despede da batuta do Coral do Vale dos Vinhedos para entrega-la à filha, Camila Farina. “Tivemos um trabalho árduo de gravar naipe por naipe, colocamos até uma sonoridade mais pop e hoje estamos todos aqui juntos para celebrar a alegria em realizar essa obra”, pontuou Farina, que foi chamado ao palco para reger a canção “La Madonina”, carregada de emoção. “Coro é como um filho que a gente educa e deixa partir com as próprias pernas, e isso sempre vai me deixar muito realizado”, complementou o maestro, abraçado pela filha: “Estamos construindo uma jornada de amor, amizade e sentimentos inexplicáveis. Sinto-me em família e muito acolhida no Coral que meu pai ajudou a construir”, emocionou-se Camila.

Os CD’s estão disponíveis com membros do Coral Vale dos Vinhedos para venda. O trabalho em estúdio foi financiado pelo Fundo Municipal de Cultura e projeto realizado pela produtora cultural, Lenise Miorando, da empresa Triângulo da Produção Cultural e Coral Vale dos Vinhedos.

FAIXAS:

  1. Volare
  2. Valsugana
  3. Gira L’Amore
  4. Barca de Speranza
  5. Bruscar Le Vigne
  6. Vino e Allegria
  7. Stella Alpina
  8. La Madonina
  9. Gauchinha Bem-Querer
  10. Pout Porrit de músicas italilanas
  11. Viva La Gente
  12. Bella Ciao

Despertar do Vale encerra a programação de primavera em grande estilo no Vale dos Vinhedos

Evento realizado no final de semana atraiu cerca de 2600 apreciadores do vinho. Foto: Daniela Radavelli/Aprovale

E

O Despertar do Vale, evento promovido pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos – Aprovale, aconteceu no último final de semana, dias 24 e 25 de novembro, e atraiu cerca de 2600 pessoas.

A estrutura montada no jardim do Hotel Villa Michelon abrigou 18 expositores, que comercializaram vinhos, espumantes e sucos, além de pratos da gastronomia regional, doces, cosméticos derivados da uva e artigos em couro. A Gasper Adventure Vale dos Vinhedos aproveitou o evento para lançar seu mais novo atrativo no Vale: a tirolesa sobre o lago do Villa Michelon. Na oportunidade, a Gambatto Sul Jeep apresentou lançamentos da marca, e a Tramontina ambientou o espaço de realização do evento com móveis para área interna e externa. Já a ELO ambientou o espaço ao ar livre com ombrelones.

O grande destaque do evento ficou por conta da Escolha das Soberanas do Vale dos Vinhedos, realizada na tarde do dia 24, que reuniu mais de 500 pessoas da comunidade e empreendedores do Vale. O evento elegeu Alessandra Vinhatti como rainha e Nadine da Veiga e Tamiris Cassinelli como princesas, que terão a responsabilidade de promover o Vale dos Vinhedos nos anos de 2019 e 2020.

Lucimar Roncaglio, Diretor de Enoturismo da Aprovale e coordenador do evento, destaca que “o Despertar do Vale coroa o trabalho da atual diretoria da Aprovale, que encerra seu mandato em março de 2019. Reunimos neste final de semana o amor pelo vinho, pela gastronomia e pelo Vale dos Vinhedos em um só local, para homenagear a transição entre a primavera e a Vindima. E o mais importante: unimos empreendedores, comunidade e visitantes nesta grande festa, reforçando a importância da integração de todos nós, pelo nosso Vale.”

O Despertar do Vale foi uma realização da Aprovale, com apoio de Gambatto Sul Jeep, Tramontina, ELO, SEGH, Hotel Villa Michelon, Grupo Tomasi, Bento Convention Bureau, Camilu Moda Profissional, IBRAVIN, Bento Pura Inspiração, Associação Comunitária do Vale dos Vinhedos, Prefeitura de Bento Gonçalves, Brigada Militar – 3° BPAT.

Alessandra Vinhatti é eleita Rainha do Vale dos Vinhedos


Alessandra Vinhatti, ladeada por Tamiris Cassinelli e Nadine da Veiga. Foto: Daniela Radavelli / Aprovale

Anúncio ocorreu no último sábado, 24 de novembro, junto ao Despertar do Vale

Em uma tarde repleta de emoções, Alessandra Vinhatti, 25 anos, representante da comunidade Vinosul, foi eleita Rainha do Vale dos Vinhedos. Alessandra é Designer de produtos, filha de Loreni Fátima Vinhatti e Reni Antônio Vinhatti. Segundo Alessandra, sua missão como Rainha do Vale dos Vinhedos será representar a história, a cultura e a tradição do Vale. “Com muito orgulho e encantamento pela simplicidade da nossa história, exaltar todo o trabalho, determinação e superação dos imigrantes italianos, para que nossos visitantes possam conhecer e se emocionar com a nossa história, além de se encantar com as belezas naturais, e se deliciar com o incomparável sabor do nosso produto.”

Na missão de representar o Vale dos Vinhedos pelos próximos dois anos, Alessandra será acompanhada pelas princesas Nadine da Veiga e Tamiris Cassinelli. Nadine da Veiga tem 21 anos, é moradora da comunidade 8 da Graciema, é estudante do curso de Arquitetura e Urbanismo e auxiliar administrativo. É filha de Nádia Battistello da Veiga e Dilvio Dorneles da Veiga. Tamiris Cassinelli também tem 21 anos, é moradora da comunidade 15 da Graciema, é formada como Técnica em Agropecuária, e estudante do curso de Psicologia, e auxiliar administrativo. É filha de Ademar Cassinelli e Clarice Balbinot Cassinelli.

A primeira e mais importante missão do trio, será a Abertura da Vindima 2019, no dia 25 de janeiro, também no Hotel Villa Michelon, oportunidade em que apresentarão o vestido oficial da Corte, que será confeccionado pela estilista Andressa Moura, do Amoura Atelier.