Primeira edição do Despertar do Vale é sucesso

Naiára Martini (27)Evento realizado no final de semana superou expectativa da organização e do público presente

O Despertar do Vale, evento promovido pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos – Aprovale aconteceu no último final de semana, dias 23 e 24 de setembro, e já deixa saudades.

Com o objetivo de abrir a primavera reunindo empresas e produtos do Vale dos Vinhedos em uma mini feira a céu aberto, o evento recebeu nos dois dias aproximadamente 2300 pessoas que degustaram e adquiriram produtos variados em um ambiente descolado em meio a natureza.

Naiára Martini (3)

A estrutura montada no jardim do Hotel Villa Michelon abrigou mais de 30 expositores que ofertaram seus produtos das 11h às 19h em ambos os dias de evento. Vinícolas, restaurantes, artesanatos, agroindústrias e acessórios de empresas parceiras da Aprovale tornaram o Despertar do Vale um sucesso, coroado com alegria pelo show do Farina Brother`s.

Segundo Avelino Zanetti Filho, organizador do evento e vice-presidente da Aprovale, o Despertar do Vale foi um sucesso. “Vimos pessoas felizes e leves ao redor do vinho, da gastronomia e dos demais expositores. Estamos cientes que o Despertar do Vale marcará história nos eventos da região assim como na integração da comunidade”.

Naiára Martini (34)
Valdir Espinosa esteve presente nos dois dias do evento, e prometeu retornar em 2018.

Lucimar Roncaglio, organizador do evento e diretor de enoturismo da Aprovale complementa que o Despertar é uma nova opção de diversão no Vale dos Vinhedos. “Uma opção descontraída e despojada para apreciar vinho, gastronomia e música boa. Sendo uma ótima alternativa para rever amigos e aproveitar momentos únicos em uma das regiões vitivinícolas mais prestigiadas do país”.

Márcio Brandelli, presidente da Aprovale afirma que a segunda edição do Despertar do Vale tem previsão de ocorrer em março de 2018, como encerramento da Vindima. “A segunda edição terá um nome diferente e será inspirada na vindima, a época da colheita. Mas vem com o mesmo espírito de cooperação e alegria presenciado no Despertar do Vale, realizado no último final de semana.”

O Despertar do Vale foi realizado pela Aprovale, com apoio do Hotel Villa Michelon, Sicredi, Limpacto, Boccati, Elo, Tramontina, SEGH, Mídiasul, Giordani Turismo, Fruki, Água da Pedra, Destemperados, Ibravin, Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves, Secretaria da Saúde de Bento Gonçalves, Subprefeitura do Vale dos Vinhedos, Bento Convention Bureau, Brigada Militar – 3° BPAT e 6° B COM – Batalhão Ernesto Geisel.

Foram expositores: Pizzato Vinhas e Vinhos, Vinícola Torcello, Peculiare Vinhos Únicos, Miolo Wine Group, Vinícola Almaúnica, Vinícola Dom Cândido, Vinhos Don Laurindo, Vinhos Larentis, Lídio Carraro Vinícola Boutique, Casa Valduga e Terragnolo Vinhos Finos. Biscotteria Itallinni, Dolcetto do Vale, Atelier Refúgio da Colina, Famiglia Tasca, Queijaria Valbrenta, Moinho Graciema, Devorata Trufas Artesanais, Casa Madeira, Kelly Araldi Design, Leve Serra Gaúcha, Boccati, Tenda da Saúde, Tramontina, Restaurante Valle Rustico, Trattoria Mamma Gema, Giordani Gastronomia Cultural, Alitália Posto Per Mangiare, Osteria Del Valle e Food Truck do Tiago.

Fotos: Naiára Martini

Anúncios

Seja bem vindo ao inverno do Vale dos Vinhedos

Almir Dupont

Na estação mais fria os visitantes são recepcionados com grandes vinhos, gastronomia variada e espaços quentes e aconchegantes.

As baixas temperaturas do inverno são muito bem vindas pela comunidade e vitivinicultores do Vale dos Vinhedos. Além de todas as delícias e experiências que o frio proporciona, neste período as videiras precisam hibernar, armazenar energia para florescer na primavera com todas as forças. Este repouso vegetativo é fundamental para o cultivo da uva e tem grande influência na próxima vindima, por isso é esperado com ansiedade pelo produtor local.

Farina Park Hotel

A estação também é a mais movimentada do ano. Nesta época nossos visitantes buscam pelo aconchego dos hotéis, que agraciam seus hospedes com bebidas quentes e vinho regional, além de acenderem suas lareiras. A gastronomia regional harmonizada também é destaque e aquece os corações com referências a comida feita pelas nonnas e pelas mammas da região

Para aqueles que não temem o frio, as paisagens por vezes acinzentadas e cobertas de neblina são poéticas e inspiradoras. E os dias de sol convidam a esquentar o corpo em meio a natureza. As temperaturas nesta época podem variar entre -5° C e 23 °C na média, por isso é bom estar preparado. Para isso, as lojas de artigos em couro e artesanatos em lã prometem lindas peças para a estação.

 

 

Couros do Valleh - Coleção Merlot Vintage

O Vale dos Vinhedos recebe visitantes todos os dias do ano. No inverno não é diferente e a expectativa é receber cerca de 160 mil pessoas nesta estação.

 

Além das visitas tradicionais, é possível participar de atividades diferenciadas oferecidas em determinados atrativos. A programação já está no ar no site e no blog do Vale dos Vinhedos e vai sendo alimentada conforme o inverno vai se estabelecendo.

Delicie-se com o aconchego da estação e brinde o inverno no Vale dos Vinhedos.

Confira a programação diferenciada: www.valedosvinhedos.wordpress.com/inverno2017

Saiba mais sobre o Vale dos Vinhedos: www.valedosvinhedos.com.br

Fotos:
1 – Almir Dupont
2 – Farina Park Hotel
3 – Couros do Valleh

Novos sabores na mesa do Villa Michelon, no Vale dos Vinhedos

villa2Cardápio chega com porções mais fartas, valorizando elementos da cultura regional

No Vale dos Vinhedos, é o paladar que provoca as melhores experiências. Da boca à emoção, todos os sentidos entram em ação. O Hotel Villa Michelon, encravado no roteiro enoturístico mais charmoso do Brasil, coloca na mesa de seus hóspedes seu novo cardápio, resultado de um trabalho que alia sabor e fartura com pratos que valorizam a cultura do imigrante italiano e seus descendentes, os produtores locais. A viagem gastronômica pode ser vivenciada por hóspedes e também pelo público no Restaurante Bela Vista, que integra o complexo turístico do hotel.

Cada prato foi pensado em particular. “Queremos que nossos hóspedes vivenciem experiências sensoriais. Nosso cardápio é um convite ao prazer da boa mesa em refeições que complementam a experiência de estar hospedado no Villa Michelon”, destaca o proprietário e diretor geral do hotel, Moysés Luiz Michelon. Segundo ele, cada ingrediente tem relação com a cultura regional, regra que foi seguida à risca pela consultora e chef Janete Maria Canello, que contou com o envolvimento da equipe do hotel. Responsável pelo estudo e testes que resultaram num cardápio variado e rico em sabores, Janete priorizou o uso de produtos locais, criando pratos que de alguma forma lembram a colonização italiana. “Poder utilizar temperos e alguns verdes da salada, colhidos diariamente na horta do hotel, na preparação dos pratos é um grande diferencial”, ressalta Janete.

villa1

“Reformulamos todo cardápio. Diminuímos a quantidade de pratos, porém trabalhamos com porções mais fartas, proporcionando uma refeição completa”, assegura a chef. São 24 pratos, entre saladas, sopas e cremes, massas, pizzas, risotos, carnes, aves e sobremesas, além de três opções elaboradas especialmente para as crianças. O segredo de cada prato está no amor do preparo e no uso de ingredientes selecionados. Temperos e especiarias, por exemplo, vêm da horta e do herbário do hotel, cultivados para tornar cada refeição um momento único. Entre as sobremesas, o sagu com creme não perde seu posto, sendo sempre uma boa pedida entre os hóspedes.

Outro cuidado é o tempo médio de preparo de cada prato, que não ultrapassa os 30 minutos. O restaurante não cobra taxa de serviço.

Por que Bela Vista?
Na década de 1940, Antonio Michelon, pai de Moysés Michelon, assumiu o Hotel Bela Vista, no centro de Bento Gonçalves. O empreendedorismo dele esteve presente durante toda a trajetória do filho, inclusive na concepção do Villa Michelon. Ao finalizar o restaurante e ver que a paisagem do entorno era fantástica, o empresário não teve dúvida. O nome seria Restaurante Bela Vista.

Restaurante Bela Vista – Hotel Villa Michelon
Horário de funcionamento:
Café da manhã: 7h às 10h
Almoço: 12h às 14h30min
Jantar: 19h30min às 22h30min

Fotos: Eduardo Benini

Queijaria Valbrenta, onde “non si fabbrica, si fa”

ubirajara-cruzFoto de Ubirajara Cruz

Como dizem em Parma, “Valbrenta non si fabbrica, si fa”. No Vale dos Vinhedos esta filosofia é muito forte. Por aqui, não fabricamos. Elaboramos produtos com o carinho que a matéria prima e o consumidor final merecem, em processos quase caseiros, fugindo da linha de produção de grandes indústrias. Porque afinal de contas, foi assim que aprendemos com nossas nonas e nonos: a valorizar, ressaltar o que vem da terra e beneficiar com carinho.

Na Queijaria Valbrenta, única queijaria localizada no início da Estrada do Vinho, no Vale dos Vinhedos “si fa”. Com ingredientes de qualidade, respeitando as normas técnicas e sanitárias, mas também permitindo a ação dos microorganismos e condições locais, são elaborados 50 quilos de queijo por dia, no estilo mais apropriado ao local onde está instalada: respeitando o terroir.

O termo terroir está diretamente associado ao vinho. Segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), Terroir é

“o conceito que remete a um espaço no qual está se desenvolvendo um conhecimento coletivo das interações entre o ambiente físico e biológico e as práticas enológicas aplicadas, proporcionando características distintas aos produtos originários deste espaço.”

01

É mais ou menos por aí que o conceito da Valbrenta se encaixa. A preocupação no acompanhamento da matéria prima e as influencias do saber fazer e do ambiente em que se insere refletem diretamente no produto final, assim como acontece com o vinho do Vale dos Vinhedos. A variação climática, as mudanças na estação, a alimentação oferecida as vacas leiteiras e o trabalho realizado na queijaria proporcionam queijos diferenciados e artesanais que somente podem ser concebidos ali, naquele local.

A Valbrenta foi inaugurada no Vale dos Vinhedos no ano de 2003 pelas famílias Pissoli, Martin Bianco e Guerra sob a inspiração de Renzo Negri. Os quase 18 mil quilos de queijo/ano não são apenas a capacidade de elaboração. São uma escolha e questão de sobrevivência em meio a um mundo repleto dos mais variados tipos de queijos. Por isso a concepção da empresa, desde o início, gira em torno de fazer o melhor que se pode, em pequena quantidade, para um público especial.

queijaria-valbrentaFoto de Gilmar Gomes

Especial também são os queijos, que estão realmente longe de serem simples queijos tradicionais. Ao adentrar na casinha charmosa de madeira, réplica das primeiras casas de imigrantes, é possível encontrar uma variedade incrível e saborosa. Que tal um Queijo Itálico temperado com tomate seco, ou com orégano e pimenta? Ou ainda um Queijo Gouda com casca vermelha? O Queijo Tilsit tem a casca pintada com urucum e massa enriquecida com Alcarávia (Kümmel), que dá um charme incrível numa tábua de queijos. O Queijo Saint Paulin vem temperado com nozes e o Queijo Fundido vem com alho e salsa. A lista ainda inclui o Queijo Reggiano, massa pronta para fondue e doce de leite. Uma variedade incrível de possibilidades, cores e sabores.

A nossa dica preciosa é provar e adquirir no varejo da Valbrenta dois sabores especiais que vão te surpreende: primeiro o Queijo Morbier, super cremoso, possui uma faixa de carvão ativado de efeito decorativo em seu interior. Numa tábua de queijos pode substituir o Camembert ou o Brie e, além do sabor, fica lindo em termos de apresentação em uma noite queijos e vinhos.

E o queijo que é a cara do Vale dos Vinhedos, o Queijo Itálico ao Vinho, mais maturado que o Queijo Itálico da linha tradicional, é imerso em vinho tinto por uma semana no processo final de elaboração. O sabor e o aroma podem ser percebidos delicadamente durante a degustação. É lindo de se ver!

queijo-ao-vinho

A Queijaria Valbrenta fica localizada na Estrada do Vinho, no Vale dos Vinhedos. Não tem erro: ao percorrer a estrada principal do Vale por 2 km, você verá, do lado direito, uma simpática vaquinha malhada. Estacione e delicie-se, diariamente, das 10h às 17h30min. Ali, além dos queijos, você encontrará uma infinidade de produtos regionais deliciosos e atendentes que podem lhe auxiliar na escolha dos melhores produtos e na harmonização.

E claro, pra complementar a sua rota “queijos e vinhos”, o Vale dos Vinhedos tem um cardápio vasto de vinícolas que também podem lhe atender e ajudar na harmonização com seus queijos.

Saiba mais no www.queijariavalbrenta.com.br

Engenho do Vale aposta na gastronomia como novo atrativo

saka-rolha

A Engenho do Vale iniciou suas atividades no Vale dos Vinhedos com a confecção e venda de móveis personalizados no estilo rústico e recuperação de móveis antigos.

Com o passar dos anos, percebeu-se a demanda referente a comercialização de produtos regionais, vinhos, espumantes nacionais e importados e sucos. Foi aí que surgiu o Saka Rolha, montado dentro de antigas pipas de vinho, com um deck com vista para o por do sol.

saka-rolha-2

Hoje o Engenho do Vale lança mais uma novidade para seus clientes, com o objetivo de homenagear a gastronomia regional aliada a um bom vinho.

A partir desse final de semana, dias 22 e 23 de outubro, entra em funcionamento o restaurante Engenho do Vale, com atendimento aos sábados e domingos, das 11h às 15h.

No cardápio estão as tradicionais iguarias da cultura italiana: sopa de capeletti, radiche com bacon, maionese, polenta e queijo na chapa, massas caseiras (Espaguete ao molho pesto, macarrão ao molho de queijos e tortéi ao molho sugo). Como diferencial, o cardápio é complementado com torradas e caponata, mix de folhas com lascas de queijo, filé grelhado e sobrecoxa desossada no forno. Como sobremesa, o tradicional sagu de vinho tinto com creme.

Sem cobrança de 10%, o valor do almoço é de R$ 49,00 por pessoa. No menu de bebidas diversos vinhos tintos, brancos e espumantes nacionais e importados, cervejas, sucos.

Para saber mais basta seguir o Saka Rolha no Facebook: www.facebook.com.br/lojasakarolhaeengenhodovalerestaurante

Cave de Pedra: um castelo de sonhos em meio ao Vale dos Vinhedos

Cave de Pedra2

Um castelo medieval em meio a parreiras verdes e carregadas de uvas, sob o céu estrelado em uma noite de temperaturas amenas. Luzes e flores coloridas enfeitando um caminho ajardinado e uma ponte de pedra elevada que antecede o castelo. Pessoas queridas recepcionadas por músicas românticas e taças de espumante, e um jantar harmonizado de dar água na boca, seguido de um baile animado…

zeto-teloken

Apesar de parecer uma narrativa de conto de fadas, essa também pode ser a descrição de muitas comemorações ocorridas na Cave de Pedra Winery, o cenário dos sonhos para muitos casais apaixonados que desejam reforçar seus votos de amor através do casamento. Ou ainda um lugar muito charmoso para uma formatura, um aniversário ou uma simples visitação turística.

Localizada no Vale dos Vinhedos desde 10 de junho de 1997, a vinícola reconhecida por seus espumantes premiados, é também um dos locais mais procurados pelos casais apaixonados para realização de seus casamentos. A combinação entre arquitetura, bons vinhos e serviço são características fundamentais que fizeram da Cave de Pedra referência.

A inspiração para a construção da empresa foram os castelos medievais. Todo construído em basalto, os grandes salões da Cave de Pedra dividem espaço com corredores misteriosos a meia luz, parreiral modelo com variedades diversas e estátuas de soldados que protegem o maior tesouro que ali pode ser encontrado: o amor de todos os casais que ali casaram, e as barricas de vinho produzidas pela empresa.

imagem-marcos-nagelsteinuolFoto:Marcos Nagelstein / UOL

A Cave de Pedra, além de ser referência em eventos, é também uma das primeiras vinícolas Boutique do Brasil, cuja principal característica é a elaboração limitada de produtos: em média 45 mil garrafas ano. Sua estrutura em basalto vai além da beleza: também foi pensada para armazenar os vinhos e espumantes, evitando a variação de temperatura.

A tipicidade do terroir do Vale dos Vinhedos é trabalhada pela equipe da casa em linhas variadas: tintos, brancos, espumantes e licorosos que se dividem entre as linhas Cave de Pedra Winery, Adaga, Pedra D`Oro e Rosa Negra.

Danilo Ucha.jpgFoto: Danilo Usha

Apesar de trabalhar em diversas frentes, o destaque da Cave de Pedra fica por conta dos Espumantes. As variedades Brut, Extra Brut e Moscatel possuem inclusive safras premiadas internacionalmente. Reforçando a qualidade reconhecida destes espumantes, com o Espumante Natural Brut Cave de Pedra Winery 2012, elaborado pelo método tradicional, primeiro produto da empresa com a Denominação de Origem Vale dos Vinhedos, rigorosamente analisado para receber este reconhecimento.

A Cave de Pedra também vem se destacando em função do seu enoturismo. Nos últimos anos a estrutura foi profissionalizada, o que proporciona ao visitante uma imersão no mundo do vinho. O roteiro inicia no túnel do castelo, passa pelas caves subterrâneas, área de amadurecimento, setor de elaboração dos vinhos e espumantes, vinhedos, passa pelas torres do castelo para fotos e apreciação da paisagem do Vale dos Vinhedos e encerra com a degustação orientada de vinhos e espumantes.

naiara-martini-6Foto: Naiára Martini

As visitas na Cave de Pedra acontecem de segunda a sábado e feriados, das 09h30min às 18h (primeiro tour as 10h e último tour as 17h). Domingos, das 09h30 às 17h (primeiro tour as 10h e último tour as 16h). O valor é de R$ 30 por pessoa.
Maiores informações no http://www.cavedepedra.com.br

Cave de Pedra Winery realiza primeira degustação harmonizada

Cave de Pedra2.jpg

Vinícola localizada no Vale dos Vinhedos realizará a primeira edição do evento no dia 09 de agosto

Cozinhar é uma terapia e a harmonização é uma arte. Como toda a arte, esta também pode ser aprendida e aprimorada.

É com muita alegria que a equipe da Cave de Pedra e o Vale dos Vinhedos convidam você – apreciador, iniciante, enófilo ou conhecedor de vinhos – para a 1ª Degustação Harmonizada da Cave de Pedra.

Além do ambiente diferenciado e aconchegante, grandes vinhos tintos e espumantes Cave de Pedra foram selecionados para harmonizar com petiscos, com o objetivo de testar e explicar na prática o casamento perfeito entre vinho e gastronomia.

Serão 6 rótulos entre vinhos tintos e espumantes combinados com alimentos diversos e um bate papo sobre esse assunto que não é somente para entendedores, mas para aqueles que desejam aprimorar seu conhecimento sobre o vinho.

O investimento para participar deste evento é de R$ 90,00 por pessoa e os ingressos podem ser adquiridos pelos números (54) 3459.1267 ou (54) 9674.9318 com Tauana ou Dougli.

Mas atenção: para tornar esta experiência ainda mais agradável, serão oferecidas apenas 10 vagas. Reserve a sua com antecedência e viva esta experiência no Vale dos Vinhedos.

SERVIÇO
O que: Degustação Harmonizada da Cave de Pedra.
Data: 09 de agosto
Horário: 18h30min
Local: Varejo da Cave de Pedra, no Vale dos Vinhedos
Valor por pessoa: R$ 90
Ingressos e informações: 54.3459.1267 ou 54.9674.9318 com Tauana ou Dougli

Cave de Pedra