Coral do Vale dos Vinhedos lança seu 3º CD

Material foi apresentado à comunidade em evento ocorrido no sábado, 24. Foto: Vagão Filmes.

Durante quase 12 meses de trabalho, os integrantes do Coral Vale dos Vinhedos, sob a regência do maestro Geraldo Farina, realizaram inúmeros para celebrar a imigração italiana na missão de gravar o terceiro trabalho em estúdio. A missão de preservar e transmitir a história dos primeiros imigrantes italianos através de cantos foi cumprida de maneira primorosa, como se pôde ver no resultado apresentado em uma celebração entre amigos no sábado, 24, no Salão da Comunidade 40 da Leopoldina.

Com três corais convidados – Coral do Hospital Tacchini; Famiglia Trentini, de Santo Antão e Coral dos Professores do 12º CPERS de Bento Gonçalves, o lançamento do CD foi festejado e admirado. “São doze faixas, onde buscamos trazer temas ligados à imigração, desde as dificuldades, a despedida da Itália, a viagem em si, as expectativas de todos os imigrantes, a chegada no Brasil. Nossa escolha foi toda baseada na história da imigração, incluindo a faixa ‘Gauchinha Bem-Querer’, única cantada em português, como agradecimento ao estado que nos recepcionou”, declarou o presidente do Coral, Florindo Portaluppi.

O CD, que foi gravado no estúdio Plus, de Carlos Barbosa, contou com regência do maestro Geraldo Farina, que se despede da batuta do Coral do Vale dos Vinhedos para entrega-la à filha, Camila Farina. “Tivemos um trabalho árduo de gravar naipe por naipe, colocamos até uma sonoridade mais pop e hoje estamos todos aqui juntos para celebrar a alegria em realizar essa obra”, pontuou Farina, que foi chamado ao palco para reger a canção “La Madonina”, carregada de emoção. “Coro é como um filho que a gente educa e deixa partir com as próprias pernas, e isso sempre vai me deixar muito realizado”, complementou o maestro, abraçado pela filha: “Estamos construindo uma jornada de amor, amizade e sentimentos inexplicáveis. Sinto-me em família e muito acolhida no Coral que meu pai ajudou a construir”, emocionou-se Camila.

Os CD’s estão disponíveis com membros do Coral Vale dos Vinhedos para venda. O trabalho em estúdio foi financiado pelo Fundo Municipal de Cultura e projeto realizado pela produtora cultural, Lenise Miorando, da empresa Triângulo da Produção Cultural e Coral Vale dos Vinhedos.

FAIXAS:

  1. Volare
  2. Valsugana
  3. Gira L’Amore
  4. Barca de Speranza
  5. Bruscar Le Vigne
  6. Vino e Allegria
  7. Stella Alpina
  8. La Madonina
  9. Gauchinha Bem-Querer
  10. Pout Porrit de músicas italilanas
  11. Viva La Gente
  12. Bella Ciao

Anúncios

Alessandra Vinhatti é eleita Rainha do Vale dos Vinhedos


Alessandra Vinhatti, ladeada por Tamiris Cassinelli e Nadine da Veiga. Foto: Daniela Radavelli / Aprovale

Anúncio ocorreu no último sábado, 24 de novembro, junto ao Despertar do Vale

Em uma tarde repleta de emoções, Alessandra Vinhatti, 25 anos, representante da comunidade Vinosul, foi eleita Rainha do Vale dos Vinhedos. Alessandra é Designer de produtos, filha de Loreni Fátima Vinhatti e Reni Antônio Vinhatti. Segundo Alessandra, sua missão como Rainha do Vale dos Vinhedos será representar a história, a cultura e a tradição do Vale. “Com muito orgulho e encantamento pela simplicidade da nossa história, exaltar todo o trabalho, determinação e superação dos imigrantes italianos, para que nossos visitantes possam conhecer e se emocionar com a nossa história, além de se encantar com as belezas naturais, e se deliciar com o incomparável sabor do nosso produto.”

Na missão de representar o Vale dos Vinhedos pelos próximos dois anos, Alessandra será acompanhada pelas princesas Nadine da Veiga e Tamiris Cassinelli. Nadine da Veiga tem 21 anos, é moradora da comunidade 8 da Graciema, é estudante do curso de Arquitetura e Urbanismo e auxiliar administrativo. É filha de Nádia Battistello da Veiga e Dilvio Dorneles da Veiga. Tamiris Cassinelli também tem 21 anos, é moradora da comunidade 15 da Graciema, é formada como Técnica em Agropecuária, e estudante do curso de Psicologia, e auxiliar administrativo. É filha de Ademar Cassinelli e Clarice Balbinot Cassinelli.

A primeira e mais importante missão do trio, será a Abertura da Vindima 2019, no dia 25 de janeiro, também no Hotel Villa Michelon, oportunidade em que apresentarão o vestido oficial da Corte, que será confeccionado pela estilista Andressa Moura, do Amoura Atelier.

Aprovale Cultural recebe exposição em homenagem aos 50 anos da Fenavinho

21198266_2055355561148604_1079451439_o.jpgExposição “Eco dos Vinhedos” é coordenada pelo enólogo Firmino Splendor

Exposição “Eco dos Vinhedos” é coordenada pelo enólogo Firmino Splendor
O fantástico mundo do Vinho no contexto artístico dos mais belos e originais rótulos da região Uva e Vinho. Nesta homenagem aos 50 anos da Fenavinho, cerca de 25 quadros compostos por aproximadamente 60 rótulos antigos serão exibidos na mostra que estará a disposição dos visitantes até o dia 15 de setembro no espaço Aprovale Cultural.

A recuperação dos históricos rótulos expostos ficou a cargo do enólogo e conceituado professor Firmino Splendor, que contou com o apoio de Ademir Gugel e do Circolo Trentino di Bento Gonçalves.

A exposição é itinerante e pode ser visitada no espaço Aprovale Cultural, de segunda a sexta, das 09h às 12h e das 13h às 17h. E aos finais de semana e feriados, das 09 às 12h30min e das 13h30min às 16h.

A Aprovale fica localizada no km 14,85 da Estrada do Vinho, no acesso principal ao Vale dos Vinhedos. Junto ao Centro de Informações Turísticas do Vale dos Vinhedos.

 

Maior Pisa das Uvas do Brasil será realizada no Vale dos Vinhedos

032Evento preparativo para o Guiness Book contará com diversas atrações

A colheita da uva no Vale dos Vinhedos é um dos períodos mais aguardados do ano, tanto para a comunidade local, quanto para os milhares de visitantes que vem para a região para ter esta experiência junto conosco.

Durante a Vindima, inúmeras atrações aproximam o turista desta atividade e também proporcionam a aproximação com a nossa cultura e as práticas de nossos antepassados.

Quando os primeiros imigrantes chegaram ao Vale dos Vinhedos, não existiam recursos que pudessem transformar as uvas colhidas em vinho, bebida necessária para a subsistência daquele povo, pois além de comercializada, servia de alimento para o corpo e para a alma. Para transformar a uva em vinho, os imigrantes colocavam as uvas em mastelas, grandes bacias, e as amassavam com os próprios pés, extraindo o líquido que era fermentado em pipas de vinho.

A Maior Pisa das Uvas do Brasil, que será realizada no dia 26 de fevereiro, é um evento que procura resgatar esta prática e oferecê-la como atrativo a todos aqueles que tem interesse em ter esta experiência única. A ideia é que este evento cresça e possa passar pelos tramites necessários para entrar para o Guiness Book, o livro dos recordes, como a maior pisa das uvas do mundo.

Além de pisar as uvas relembrando as tradições antigas, os realizadores do evento oferecerão degustação de vinhos e espumantes, competição de jogo da mora, exposição de tratores e apresentações culturais no espaço de realização do evento.

O passaporte custará R$ 45 por pessoa, e dará o direito de pisar as uvas, degustar vinhos e uvas.

SERVIÇO
O que: Maior Pisa das Uvas do Brasil
Quando: 26 de fevereiro, a partir das 09h
Onde: Casa do Filó, Hotel Villa Michelon, no Vale dos Vinhedos.
Atrações: pisa das uvas, jogo da mora, degustação de vinhos e espumantes, degustação de uva, exposição de tratores, música e atrações culturais.
Ingressos: R$ 45 por pessoa, e dará o direito de pisar as uvas, degustar vinhos e uvas.
Onde adquirir: Circolo Trentino di Bento Gonçalves ou na sede da Aprovale
Informações: 54.9 9142 7711 ou eventos@villamichelon.com.br

Festa da Cuccagna relembra com humor as dificuldades dos imigrantes italianos

DSCN0636.jpgEvento será realizado no Vale dos Vinhedos no final de semana do carnaval

O dia 25 de fevereiro é reservado ao resgate das nossas tradições na Festa da Cuccagna, evento promovidos pelo Circolo Trentino di Bento Gonçalves e Trentino Promozioni com apoio da Associação Comunitária do Vale dos Vinhedos e Aprovale.

Para serem convencidos a viajar para o Brasil, rumo ao desconhecido, em busca de novas oportunidades, os imigrantes italianos foram informados de que o território verde e amarelo seria fértil e muito farto. Iludidos pela esperança de mudar de vida, os italianos acreditavam que até salames poderiam ser colhidos em nossas plantas e que a Cuccagna, traduzida como fartura, lhes traria riquezas que não tinham em sua terra mãe.

Ao chegar ao Brasil encontraram uma realidade totalmente diferente e, à custa de muito trabalho e sofrimento, literalmente empilhando pedras e abrindo caminho nas florestas com as próprias mãos, iniciaram a construção de um brilhante futuro.

dscn0614

A Festa da Cuccagna, que será realizada no Vale dos Vinhedos no dia 25 de fevereiro, tem como objetivo relembrar essa história e homenageá-la de maneira divertida, assim como é o povo italiano, que mesmo em meio ao sofrimento, sempre faz piada. Neste encontro, a comunidade realiza a colheita do salame nos parreirais e uma saudável competição de colheita na árvore da cuccagna, onde ganha aquele que colher mais salames na maior e mais difícil “árvore” da região. Neste dia também será possível pisar as uvas como antigamente os imigrantes faziam.

Para dar energia, o merendin encerra o evento. Salame, copa, queijo, pão colonial, cuca, grostoli, café, chá e vinho estarão disponíveis na confraternização, que também çontará com apresentações culturais.

O evento será realizado na Capela da Glória, na comunidade 40 da Leopoldina, no Vale dos Vinhedos, a partir das 19h.

Ingressos podem ser adquiridos junto ao Circolo Trentino di Bento Gonçalves e na sede da Aprovale pelo valor de R$ 70 por pessoa, que dá o direito de desfrutar de todas as atrações.

SERVIÇO
O que: Festa da Cuccagna
Quando: 25 de fevereiro, as 19h
Onde: Capela da Glória, comunidade 40 da Leopoldina, no Vale dos Vinhedos.
Atrações: colheita do salame, árvore da cuccagna, atrações culturais diversas, pisa das uvas e merendin (Salame, copa, queijo, pão colonial, cuca, grostoli, café, chá e vinho)
Ingressos: R$ 70 por pessoa
Onde adquirir: Circolo Trentino di Bento Gonçalves e na sede da Aprovale
Informações: 54.9 9142 7711

Festival de Cinema de Bento Gonçalves terá atividades no Vale dos Vinhedos

Aprovale4Documentário “Memórias do Vale dos Vinhedos” será exibido em duas sessões especiais

O Circolo Trentino di Bento Gonçalves e a Trentino Promozioni realizam, de 03 a 11 de outubro a primeira edição do “Festival de Cinema de Bento Gonçalves”. Com sessões itinerantes em diversos pontos da cidade, o evento tem como objetivo comemorar a semana do município e os 140 anos da chegada dos primeiros imigrantes trentinos/italianos no Vale dos Vinhedos.

Em cada dia da programação serão exibidos documentários regionais e filmes da cultura italiana em pontos estratégicos que rememoram a história da imigração. A abertura do festival será realizada no Museu do Imigrante de Bento Gonçalves, recentemente reinaugurado. Outras sessões poderão ser apreciadas, cada uma com programações distintas, em locais como a Escola Lóris Antonio Pasquali Reali – Vale dos Vinhedos, a Faculdade Cenecista – onde será realizado o encerramento com debates sobre audiovisuais locais, o salão da comunidade 8 da Graciema, dentre outros.

O destaque fica por conta da exibição do Documentário “Memórias do Vale dos Vinhedos”, produção audiovisual realizada pela Aprovale, pela Triângulo da Produção Cultural e pela Alba Arte. O documentário lançada em 2015 com o financiamento da Secretaria de Cultura de Bento Gonçalves, resgata através de depoimentos a história da imigração italiana, desde a saída da Itália até a chegada ao Vale dos Vinhedos.

Este trabalho emocionante será exibido em duas oportunidades durante o festival: No dia 08 de outubro no Hotel Villa Michelon e no dia 09 de outubro em um local mais que especial – a Capela das Neves, igreja construída com vinho no Vale dos Vinhedos, que faz parte do enredo do documentário exibido.

A participação nas sessões de cinema são gratuitas.

Confira a programação completa e participe.

03/10: Lançamento do Festiva de Cinema no Museu do Imigrante de Bento Gonçalves. Exibição do Documentário “Fenavinho: Parte 1” e do filme “A Colina dos Homens Maus” – 1969. As 19h30min.

04/10: Exibição do Documentário “A Noite do Sanguanel” e do filme “Dois Tiras Fora de Ordem” – 1977 na Escola Lóris Antonio Pasquali Reali no Vale dos Vinhedos.

05/10: Exibição do filme “I Quatto dell’Ave Maria” – 1969, na Sociedade Recreativa e Cultural 8 da Graciema no Vale dos Vinhedos, as 19h30min.

06/10: Exibição do documentário “Fenavinho: Parte 2” e do filme “Marcelino Pão e Vinho” no Hotel Dall`Onder, às 19h.

07/10: Raízes de Bento – Apresentação Cênica na Casa das Artes de Bento Gonçalves. Confraternização por adesão.

08/10: Exibição do Documentário “Memórias do Vale dos Vinhedos” e do filme: “Eu, Você, Ele e os Outros” – 1984 no Hotel Villa Michelon, no Vale dos Vinhedos, às 19h.

09/10: Explanações sobre cinema italiano para nossa região, pela ANEA Brasil. Exibição do documentário “Memórias do Vale dos Vinhedos” e do filme “A Sorte do Viticultor” – 2009. Na Capela Nossa Senhora das Neves – igreja construída com vinho, no Vale dos Vinhedos, às 19h.

10/10: Mostra local com exibição dos documentários “Fenavinho: Parte 3”, “Caminhos de Pedra, Tempo e Memória na Linha Palmeiro” e “Talian, La nostra vera lengoa madre”. No Dall`Onder Grande Hotel, às 19h.

11/10: Encerramento do Festival de Cinema junto ao Núcleo Audiovisual da Faculdade Cenecista, as 19h45min. Com exibição dos documentários: “Gigante de Ferro, a Ferrovia do Trigo” e “À Sombra das Videiras”. Debate com Felipe Gue Martini e Deise Chagas

Informações e reservas: 054.3451.1472 ou 9142.7711

Festival de Cinema-Face.jpg

“Faces da Floresta” retorna ao Vale dos Vinhedos

Naiára Martini (2)Após o sucesso da exposição realizada no mês de abril, obras de Vagner Perondi retornam ao espaço dedicado à cultura no distrito

O testemunho silencioso da devastação florestal é retratado como arte e forma de protesto pelo artista bento-gonçalvense Vagner Perondi, em sua exposição intitulada “Faces da Floresta”, que retorna ao Vale dos Vinhedos neste mês de agosto.

As 17 obras expostas no espaço Aprovale Cultural representam a floresta morta retornando a vida através de rostos esculpidos que observam o observador. Em um trabalho dedicado, o artista recolhe nós de pinho e faz emergir rostos enigmáticos, por vezes agonizantes, assustados, cujo nascimento é o resultado irônico do findar de um vida, visto que o nó de pinho apenas pode ser extraído de uma árvore morta.

Faces da floresta
Além de admiradas, as peças da exposição também podem ser adquiridas pelos amantes da arte

Além da expressão artística, algumas das peças aproximam o observador da estrutura interna da árvore que a originou, sendo uma curiosa forma de conhecimento sobre a sustentação dos galhos. Admirar as obras também é um estimulo a criatividade e a imaginação, quando tentamos interpretar as figuras expressas em cada peça.

A exposição “Faces da Floresta” fica no espaço Aprovale Cultural até o dia 10 de setembro, onde pode ser visitada gratuitamente, de segunda a sexta, das 09h às 17h. Finais de semana e feriados, das 09h às 12h30min e das 13h30min às 16h.

O espaço Aprovale Cultural fica localizado junto ao Centro de Atendimento ao Turista do Vale dos Vinhedos – sede Aprovale, no acesso principal ao Vale dos Vinhedos.

Sobre a técnica utilizada por Vagner Perondi
Vagner Perondi desenvolve esculturas utilizando diversas matérias-primas: seixos e blocos de basalto, granito, mármore e madeira. O trabalho escultórico é manual, utilizando técnicas de desbaste e polimento. As faces que compõem a obra, esculpidas cuidadosamente em nó de pinho, aparecem como testemunho da devastação florestal.

SERVIÇO
O que: Exposição “Faces da Floresta”, de Vagner Perondi
Período: Até 10 de setembro
Local: Espaço Aprovale Cultural – Centro de Atendimento ao Turista do Vale dos Vinhedos – sede Aprovale. Acesso principal ao Vale dos Vinhedos.
Ingresso: exposição gratuita
Informações: 54.3451.9601 ou contato@valedosvinhedos.com.br